A vampira ruiva

Hoje começarei a contar sobre uma nova “personagem”, confesso que ainda nos dias de hoje e depois de quase cinco anos de site, me é estranho chamar meus amigos e conhecidos de personagens. Todavia, como sempre, isso se faz necessário para ocultar nossas reais identidades. Portanto, hoje falarei de Letícia…

Assim como Stephanie, Letícia também entrou em nosso mundo aqui pelo site. Porém, ao contrário da anterior, esta já havia sido transformada em Wampir há muitos anos atrás. Letícia é uma Wampir nova ou como alguns de nós apelidamos esta fase: pupillus ou simplesmente pupilo.

Tudo começou por causa de um e-mail no qual ela se apresentou. Desde então tivemos várias conversas, que se estenderam ao telefone e dentre os quais falamos muito sobre Wampirs conhecidos em comum. Até que depois de tais confidências finalmente agendamos um “bom papo de boteco”. Sim, vocês sabem que a Bohemia é constante em nossas não vidas, sendo assim, nada melhor que um local movimentado e com boa música para fazer novos amigos.

Mesmo com tudo agendado noites antes, tive de ir sozinho a nosso primeiro encontro, pois todos os outros estavam ocupados. Inclusive Sebatian, que há semanas pesquisa para mim um feitiço novo chamado Vita ultra modum, mas isso é outra história. Era uma noite fria destas típicas de outono no Brasil, um vento fresco pairava no ar e as estrelas convidavam qualquer um a um belo passeio. Sendo assim nem pensei duas vezes antes de sair com uma de minhas motos, aliás, estou gostando cada vez mais da minha nova moto e do silencioso “giro” de seu potente motor elétrico.

23h00m em ponto e lá estava eu sentado a mesa de um tradicional boteco que eu frequento, é um dos negócios que tenho em sociedade com o Franz, então estava digamos seguro. Sem saber muito da aparência da garota eu fiquei lhe esperando por longos 23 minutos. Percebendo que pontualidade não era o forte da pupilo, aguardei mais alguns instantes até que finalmente percebo uma energia moderada vindo de algum lugar próximo a mim.

Olho para os lados e como toda Wampir novinha lá estava à espalhafatosa ruiva, que havia deixado de lado os conselhos que eu havia dado sobre vestimenta. Trajando um belo corselete verde que parecia lingerie, com calças jeans super justas e um casaquinho preto. Um belo salto a deixava com mais de 1,75 e a carregada maquiagem escura a faziam parecer uma garota de programa da Baixo Augusta.

Com a primeira impressão deixando a desejar, só me restava aguardar que ela viesse ao meu encontro. Então dito e feito, ao menos o poder de sentir os sobrenaturais ela havia aprendido e não demorou até que parou ao lado de minha mesa. Sr. Ferdinand? – Perguntou ela – Sente-se minha querida – Disse eu ficando de pé e puxando a cadeira para que ela se acomodasse.

Então finalmente chegastes senhorita Letícia, é um prazer tê-la aqui esta noite! – Por mais que eu me sinta incomodado com atrasos ou algo do tipo eu não consigo tratar mal uma mulher. Primeiras impressões a parte e o papo durou por longos minutos, entre uma ou outra beliscada de água para disfarçar as aparências. Nunca é fácil aceitar a companhia de novos indivíduos em nosso convívio, porém Letícia havia gerado belas expectativas. Principalmente por confessar de quem ela era pupilo e tendo em vista o renome de seu mestre.

Noites depois Franz também quis conhecer a pupilo e me jurou de pés juntos que só conversaram… Difícil acreditar que ela não tenha experimentado os lençóis de meu irmão, porém ele está convicto que ela pode andar mais vezes conosco. Independente do que eles tenham feito, imagino que ele tenha lido a mente da ruivinha e visto as suas principais intenções.

Novos aliados? Amigos? Só o destino sabe o que esse novo contato irá nos trazer…

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

41 Resultados

  1. Sel disse:

    É sempre bom ter novos aliados e amigos…

  2. Jeferson Andreoli Hayashi disse:

    E princesa Letícia…Seja Bem Vinda.

  3. Flor de Lotus disse:

    Boa Tarde sou nova por aqui. E estava aguardando que voltassem a postar novas histórias Sr. Ferdinand. E adorei saber que ha mais um/uma entre vocês!
    E eu não pude deixar passar que seu irmão está a procura de um feitiço, poderia nos falar mais sobre este feitiço e para que fim o usará? Bjs

    • Como eu disse é uma longa história, mas vou traduzir o nome do feitiço e deixo tu mesma imaginar o que ele faz, aceita esse desafio? Vita ultra modum = Vida além dos limites ou Além dos limites da vida…

      • Boa Noite a todos(as).

        Herr Di Vittore solicito suas desculpas por lhe corrigir mas devido a sua pouca pratica com a escrita do latim infelizmente o senhor cometeu um pequeno erro.
        O nome da magia é “Modum Vita Ultra” o que em uma tradução literal seria “Vida alem da medida”, porem neste caso o correto seria “Vida alem do limite”, limite neste caso relacionado ao tempo de vida.

  4. Flor de Lotus disse:

    Desculpa me mas não há nenhum desafio e o nome do feitiço acredito eu estar errado! Ferdinand

  5. Gisely disse:

    Muito gentil de sua parte Ferdinand, aguardar pacientemente, e ainda ser tão cavalheiro em levantar-se acomodando-a devidamente…ai..aii..isso é tão raro hoje em dia!! É um ato tão simples, mas que ao meu ver tem um grande significado de “importancia”. Hoje as pessoas não se importam mais…perderam-se os valores!!

    • Eu sou de outra época Gisely, no meu tempo até mesmo em situações adversas como brigas a educação empeirava. Porém, puxar uma cadeira ou abrir uma porta para uma dama é o mínimo, não?

      • klebiani fiore disse:

        tu es de uma época em que as pessoas eram mais educadas que hoje em dia. eu sei pois já cruzei com um de vocês, ele era um nobre cavalheiro…até me apaixonei por ele e não consigo esquecê-lo. foi o melhor encontro que tive até hoje. pois daí minha vida mudou totalmente, da água para o vinho. mudando de assunto, sempre sonhei ser como vocês. Vampira. será que vocês podem realizá-lo…please

        • klebiani fiore disse:

          Sir Ferdinand contesta-me por favor…preciso saber a opinião de vocês…pois sempre defendi vossa Espécie, ou poderia se chamar clã…é bem melhor não é? um grande beijo até mais!

        • Bem-vinda senhorita. Como eu sempre digo para ser um de nós basta ter um pouco de azar para encontrar algum sanguessuga. Sim, noutras épocas havia mais cavalheirismo, porém hoje as mulheres vivem muito melhor em vários aspectos. Apesar de muitos não vos puxarem as cadeiras, garanto que hoje hoje possuís mais direitos, facilidades e conforto. Antigamente, puxávamos vossas cadeiras, mas também batíamos em vossas bocas quando discordava de algo!

          • klebiani fiore disse:

            Para encontrar algum de vocês, a meu ver não diria azar, sim sorte, pois o que encontrei me jogou uma maldição das bravas: disse que nem Deus e nem mesmo o Diabo me salvariam…após ele ter dito isso, senti como se me arrancassem a alma…ou me drenasse todo o sangue…não sei bem dizer, pois estava meio adormecida e acordada ao mesmo tempo, e vi a sombra dele perto de mim.com o Tempo sinto ele sempre próximo a mim…e não deixa nenhum homem se aproximar de mim também…rsrsrrs

  6. Flor de Lotus disse:

    Concordo contigo Gisely! 😉

  7. E aaaaaaaaaaai Humanada e Vampirada tudo em cima???

    Huuuuuuuuuuum uma nova vampira e ruiva.. gente acho lindo vampiras ruivas ahahahaa 😛

    Muito Bem Vinda Novata, se for dumal toca aqui o/ kkkkkkk

    Saudade povo, beijoka :*

  8. thattafeger disse:

    Seja bem vinda Leticia!!!!

  9. Gisely disse:

    Realmente seria o minimo..rsss..acho que esta outra época luta bravamente para coexistir dentro de mim, por isto é tão dificil aceitar esta total falta de “Educação” nos dias de hoje!!!

    Mas deixando as lamurias de lado!!! Pela parte que me toca….Que leticia seja uma boa representante das Ruivas !!!

  10. Dark disse:

    Olá.boa noite.Sou novo por aqui,sempre gostei de assuntos sobrenaturais,principalmente sobre os vampiros.Gostaria de ter contatos com pessoas que saibam sobre esses assuntos.Até…

  11. Caim Black disse:

    Você está mesmo querendo ter o controle sobre a vida e a morte, cara?!
    Ousado.

  12. Dark disse:

    Estou disposto a tudo,rss

  13. larissa felbherg disse:

    Senhor fernandin… E possivel saber se eu estou sendo vijiado por um wampir? Todas as noite eu tenho sonhos com um vampiro q sempre me transforma e diz que eu sou sua’o que sera isso?

    • Bem-vinda senhorita. Vou te responder com uma dúvida: De onde tanta gente gente tem tirado essa ideia que está sendo vigiado ou perseguido por algum Wampir ou outro ser qualquer? Toda semana me perguntam sobre isso. Não estou bravo, muito pelo contrário, estou bem, apenas curioso… Tem algum vampiro ou Lobisomem fazendo isso nos seriados ou livros atuais? A menos que tu tenhas algum tesouro ou poder especial, não teria motivo para um vampiro te perseguir, fica tranquila 😉

      • ingred alves disse:

        Kkk é fê eu tbm ja te fiz essa pergunta,,mais no meu caso é diferente acho que vc sabe o pq…

      • klebiani fiore disse:

        aproveitando a mensagem de senhorita larissa, eu também tenho a mesma impressão, mas ao contrário dela eu tenho poderes especiais…que não quero dizer no momento…mais sinto a presença deles e ouço até as gargalhadas de um para o outro…to ficando doida?

  14. ingred alves disse:

    Uau,,gostei dessa historia,e referente a magia achei interessante…
    Bem seja bem vinda letícia…
    Bjuss

  15. larissa felbherg disse:

    Bom descupas se eu te fez uma pergunta tola mais eu nao estou sozinha.

  16. Dark disse:

    Sempre tive experiencias sobrenaturais,por isso que vim aqui nesse site para alguem tirar algumas duvidas que tenho a respeito. Uma experiencia estranha que ando tendo,eh que quando estou dormindo e acordo nao consigo levantar,sinto um forte peso do corpo,nao consigo nem abrir meus olhos,começo a ouvir risos e alguem gritando o meu nome bem alto,eh assustador.Tem algumas vezes que consigo sair do estado de paralisaçao.Alguem poderia me explicar o que esta acontecendo comigo?

  17. klebiani fiore disse:

    Passei aqui somente para desejar a todos vocês, um ótimo dia…embora seja feriado, aproveitem bastante…beijos com carinho klebiani.

  18. fabiana lee disse:

    velho é o que eu sempre me pergunto no caso se uma pessoa tem a propensão a ter certos tipos de dons no caso de ver coisas ou ouvir coisas ,ou se este tiver um talento adormecido que não saiba se o mesmo se transformasse o tal dom ficaria mais evidente o se evidenciaria talvez o só com a prática …. se é que me entendes fer ; )

    • Sim mas é exatamente o que eu digo. Se tens algum dom é provável que ele fique mais “poderoso” depois de alguma transformação em vampiro, licantropo, bruxa…

      • fabiana lee disse:

        e gato mais enquanto eu nao me transformo em nda disso eu nunca irei saber , mais é melhor eu dar por encerrado porque senão eu vou acabar ficando louca ……. e melhor ser assim do jeito que sou se algum dia tiver de ser será…. beijokas

  19. fabiana lee disse:

    mais eu sempre me pergunto como eu tenho contato com estas coisas sobrenaturais creio que isso possa ter vindo do meu sangue indígena ou outra coisa sei lá , tenho comigo se no caso eu me transformasse em wampir …. somente uma suposição; digamos que esse tipo de dom de poder sei lá surgiria com mais força como poderes sensitivos não sei ,,,, sei que existem posts falando sobre isso mais eu diria num caso isolado…… e mais uma coisinha fer tu acreditaria se eu te dissesse que já vi um lobisomem ao sete anos de idade e um vampiro aos oito ? e ultimamente eu tenha visto uma criatura incomum em um posto em construção do lado de onde eu estou , ela se arrastava e fazia uns sons estranhos não sei se ela se encontra ainda presente no local mais isso tudo é muito estranho pra mim não gosto de ver essas coisas mais elas estão presentes em minha vida desde que eu nasci como faço pra que pare estou confusa cara ……. sei que vc não é conselheiro ou algo do tipo mais é só pra isso dar um tempo sabe eu quero ser normal como todo mundo …. sabes ,,, beijocas

  20. Aeron disse:

    Essa parece ser uma wampir interessante.
    Apenas não entendi porque ela exagerou tanto no visual. Afinal garotas ruivas já chamam atenção naturalmente…

    • Olá senhorita bem-vinda! è sempre um prazer ter sangue novo por aqui, sim também achei discutíveis as faculdades mentais desta Wampir. Tanto que neste momento ela deve estar pagando por sua irresponsabilidade. Todavia, tenho esperanças de uma noite qualquer ter o prazer de ver o seu avanço educacional…

      • Aeron disse:

        Mesmo não a conhecendo também espero que ela adquira um pouco de senso comum, pois será bastante saudável à ela…
        Eu agradeço pelas boas vindas. ^.~/
        E aproveitando a oportunidade, eu gostei muito das aventuras que você compartilha conosco. São cativantes.

  21. fabiana lee disse:

    hello ! peoples do meu coração ! como estão ? fer eu queria te perguntar uma coisa , se me achar boba ignore , but eu sempre quis saber , a dor da mordida de um vampiro é semelhante a que dor ? podes me descrever ? tanks …. beijos…

  22. Isa disse:

    “…faziam parecer uma garota de programa da Baixo Augusta.” – Hahaha, Ferdinand tretando. Adoro…
    Eu já tinha lido faz tempo o outro post, no qual você fala que ela foi na sua casa (muito esperta, merece um prêmio) e tal.