Alphas, quem manda na relação?

Noites atrás publiquei aquela aventura que tive na livraria e hoje eu resolvi continuar o papo de sedução, flertes, paquera ou como queiram chamar a aproximação entre dois indivíduos. É importante ressaltar, que apesar de muitas experimentações, eu sou o que chamam atualmente de macho ou heterossexual, enfim, gosto de mulheres.

Todavia, antes que minha dissertação vire algo machista e focado naquilo que todo macho alpha gosta (sexo), eu queria deixar claro que apoio a independência feminina, os direitos iguais e tudo aquilo que mulheres e homens buscam nestes tempos coevos. Afinal, ao menos para mim as mulheres independentes são mais interessantes, cheias de histórias, experiências e o que mais me agrada é a ausência total ou parcial de pudores ridículos. Qual o problema de sair com as amigas, de ir a lugares sozinha ou fazer aquilo que lhe vier a cabeça independente do que os outros pensam? Eu prefiro essas, no qual chamo de fêmea alpha.

Porém, toda história possui poréns, quando um macho alpha encontra uma fêmea alpha o resultado não é dos melhores. Muita independência compartilhada também gera problemas, como é o caso do poder e a eterna briga de quem fala mais alto e manda na relação.

– Quem você acha que é pra vir me buscar no trabalho, vai ficar me perseguindo agora?

Depois de cinco ou seis encontros eu resolvi fazer um agrado e fui busca-la no trabalho e fui recepcionado com essa frase amorosa. Geralmente eu não correspondo a raiva de inicio, espero para ver se o clima vai piorar e principalmente tento analisar de onde vem a fúria, se é de mim ou estão descontando em mim.

– Oi tudo bom, pelo visto teu dia não foi muito agradável…

– Foi uma droga, a minha chefe é uma louca e trocamos 12 e-mails até que finalmente ela se decidiu sobre a cor do maldito tecido do vestido que eu estava desenhando.

– Humm sei… Ao menos ela escolheu então?

– Sim, mas não mude de assunto eu tenho minha rotina e não gosto de ser surpreendida assim. Por que não me mandou mensagem antes dizendo que viria?

– Eu achei que gostarias da surpresa, desculpe senhorita.

– Ai tu sempre com esse teu jeito, tô cansada hoje me leva para casa por favor?

– Ok sem problemas, tenho compromisso mais tarde e só queria dar um oi.

– Ah tem compromisso, posso saber onde vai?

– Não pode.

– Vai ficar de segredinho para cima de mim?

– Olha garota, tu começaste a noite me soltando os cachorros e agora queres achar problema nas cousas que faço? Convenhamos…

– Ok desculpe também, ai não sei.

– Não sabe o que?

– Não sei se vamos dar certo… (pausa para por as ideias no lugar e respirar fundo) …Somos muito independentes, eu tenho minha rotina tens a tua e nenhum dos dois quer abrir mão daquilo que já fazia antes de nos encontrarmos. Além disso, hoje estou muito cansada mesmo e o stress me massacrou durante o dia.

Tivemos esse papo durante 15 ou 20 minutos no transito. Deixe-a em casa, nos despedimos friamente com um “tchau” e fui para o meu “compromisso”.  Sai de lá pensando no que havia acontecido de errado e tudo o que me veio à mente é que apesar de eu gostar das Alphas, são as Betas que me incomodam menos.

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

18 Resultados

  1. Sellene Bernard disse:

    kkkk adorei! E sim Fê, as “Alphas” são mulheres difíceis, ainda mais quando algumas tem o gênio mais forte. 😛

  2. Viih disse:

    Bem… depois do que eu li aqui, penso no seguinte:
    O Alpha com toda certeza não pode ficar com uma Alpha, mesmo que desse certo algum dia um dos dois iria explodir. Você é um e ela também… ficaria bem por um tempo e depois pufh… não sou muito boa em explica o que eu achei rsrsrs…. mas espero que encontre a Beta que sempre quis (okay parei, esta ultima frase se quiser ignore rsrs…)
    Beijos ♥

  3. Ana disse:

    Mas então como são ao certo as Betas?

    • Olá Ana, Alphas e Betas fazem parte de uma comparação que faço e que difere um tanto do conceito original. No conceito original da biologia e comportamento animal em matilhas ou bandos, denomina-se como Alpha o líder da matilha. Aquele que irá liderar o grupo, terá prioridade de acasalamento com quaisquer fêmeas que desejar, etc. Já os Beta são aqueles que possivelmente perderam a liderança numa briga ou por simplesmente não se interessarem. A estes cabem as fêmeas que não se acasalaram com o Alpha e o segundo plano nas ações na matilha. Pois bem, no caso da fêmea Alpha que mencionei no texto, me referi há mulheres independentes, que agem como lideres ou fazem o que lhe der vontade. As Betas por outro lado, são aquelas que tendem a ter apenas um parceiro, procuram o casamento e são mais ligadas as regras e moral da sociedade. Sim, esse papo é longo e espero ter lhe explicado o conceito geral. =)

  4. Laura Amane disse:

    A Ferdinand se o amor fosse facil não teria sentido amar
    Mas realmente gostei ,mas se dois alphas realmente querem dar certo só com muito amor e esfrorço

    • Pois agora, sim quando há amor e além dele empenho, acredito que possa acontecer uma boa união. No entanto o maior problema ao meu ver é a falta de objetivos em comum.

      • Sellene Bernard disse:

        Concordo. É preciso que os dois caminhem na mesma direção, que busquem pelos mesmos objetivos assim como falou Fê. Mas, muitas vezes quando amamos alguém, deixamos certas coisas de lado. Enfim, amar não é fácil por si só, independente dos gênios e das personalidades….

      • Laura Amane disse:

        A propria vida não tera sentido sem brigas ou algumas gotas de saguens deramadas……..

  5. Lella Moraiss disse:

    Príncipe ! Eu acho o seguinte… Essa garota aí tá mais pra “Metida a Alpha” do que Alpha Verdadeira… O tipo de garota fresca sabe…mesquinha.. Que ama o colo da mãe e odeia ter que morar só devido os problemas… Creio eu que é possível sim, Alphas darem certo.. Afinal, acredito que desde que se tem o primeiro encontro.. Eles já dizem ” olha… Minha rotina é desse jeito.. Gosto de surpresas desse modo…blá blá blá” .. E outra, Alphas verdadeiras sabem como se comportar diante situações como essa.. Quer dizer, elas sabem separar trabalho de relação pessoal.. Tipo, se ela tem algum problema no trabalho, o que custa ela fingir que não tem ? Sair com o cara.. Relaxar.. Se divertir.. E só depois dizer ” aí… Obrigada por hoje.. Estava precisando.. Pois no meu trabalho aconteceu isso.. isso.. E aquio.. Você me fez esquecer.. Te devo uma ” … ALPHAS VERDADEIRAS fazem isso.. Além de conseguir agradar o homem.. De quebra ganha mais uma oportunidade de sair com ele hahaha… Pois é isso.. Dá pra viver junto.. Basta saber como se comportar..como separar certas coisas 🙂

    • Como sempre belas palavras minha querida. Claro que há muitos outros fatores na minha relação co ma tal Alpha que eu não mencionei. Todavia é bem por ai, há Alphas e “metidas a Alpha” rsss

  6. Ana Cavalcanti disse:

    Ameiii de paixão as histórias, rsrsrs acho q sou beta 😛

  7. Ana Cavalcanti disse:

    Domínio é algo q me agrada, mas de forma boa é claro

  8. Melissa Magalhães disse:

    Realmente muito interessante, os diferentes modos de pensar!