Amor à primeira vista

Diretamente de algum lugar no mundo, eu acabo de receber por e-mail mais uma bela história da Evelyn. Sim meus caros, a bruxinha continua aprontando das suas por ai…

Amor à primeira vista

Evelyn conheceu Jaques quando ainda cursava a faculdade. E não foi difícil notar o interesse mútuo. Colecionador de arte e homem de sucesso no mundo dos negócios, Jaques era o alvo perfeito de Evelyn.

Ele se casou muito jovem com a sua namorada de escola. Os dois passaram por tempos difíceis ou de pouco dinheiro, até o dia em que Jaques abriu em sociedade com um cunhado, uma pequena firma de empréstimos. Época no qual também veio o primeiro filho do casal.

O negócio começava a prosperar e tudo ia muito bem à família. Mas um fantasma do passado voltava a assustar. A mãe da esposa de Jaques havia morrido de forma repentina há muitos anos e além disso, no ano do nascimento de sua segunda filha, seu cunhado, do qual era sócio, faleceu da mesma maneira. As circunstâncias que antecederam as duas mortes foram muito parecidas, muito ativos e aparentemente saudáveis e sendo acometidos por algo súbito.

Caroline, a esposa de Jaques, ainda era jovem, ela nem havia completado 30 anos quando sua filha nasceu. Mesmo assim, começou a acreditar que teria o destino da mãe e do irmão. Em função disso, começou a ir a todos os tipos de médicos especialistas e sempre em busca de algo que pudesse estar errado.

Depois do falecimento do sócio, que não tinha descendentes diretos, Jaques assumiu sozinho o negócio, que agora se transformava em um poderoso banco. E dinheiro deixou de ser uma preocupação para a família.

Os filhos foram crescendo e Caroline entrou na pior parte de sua crise quando completou 45. Ela não quis nem comemorar a data. Passava dias no hospital fazendo intermináveis check-ups e duvidava de todo médico que não lhe prescrevia algum remédio. Ela também não aceitava ajuda, nunca concordou em ir ao psicólogo ou procurar um terapeuta. A vida de Jaques tornava-se então um verdadeiro inferno.

Com os filhos entrando na adolescência e a esposa afundando cada vez mais na loucura hipocondríaca, Jaques decidiu por enviá-los a um internato fora do país. A caçula foi enviada a Suíça, coincidentemente, ao mesmo internato que Evelyn estudava.

No dia em que Caroline completou 47 anos, ela decidiu entregar-se e disse que era hora de parar de fugir da morte, assim deitou-se na cama pela última vez. Com o passar dos meses, já no hospital em uma espécie de transe proposital, seu corpo foi definhando até seu destino final.

Sem saber muito como explicar aos filhos o que acontecia, Jaques se fechou ainda mais em seu escritório e passava agora também as noites trabalhando. Sozinho na mansão da família, ele lia e interessava-se cada vez mais por arte, transformando-se aos poucos em um verdadeiro amante dos pintores renascentistas. Referências que inclusive o estimularam a iniciar algumas pinturas, à medida que também se afundava cada vez mais em várias garrafas de Whisky.

Jaques conheceu Evelyn em um dos primeiros leilões de arte que foi após o falecimento de sua esposa. A imagem da jovem radiante, que escutava atentamente um velho pintor bêbado declamar sua arte, o acompanhou por muito tempo.

– Quando a verei novamente. Pensava ele…

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

29 Resultados

  1. Allice disse:

    Linda Historia!!

    Ferdinand,vc ta consiguindo se expressar cada vez mais bem!!

    Parabéns!

    E, que o brilho da Lua sempre te mostre o caminho das Trevas!!

    ByeBye!!

  2. Beleza Eterna disse:

    Lindo como sempre *.*

  3. Allice disse:

    ss!

    Nossa, que saudade do Galego, ele ta bem sumido do Twitter!

    E vc Beleza Eterna?
    Como estas?!

  4. Allice disse:

    O Gelego, pq o Georg nao da uma passada aq no site?!

  5. Beleza Eterna disse:

    Estou bem flor^^…Me preparando p\ o trabalho ;D

  6. Boa noite a todos
    Estás ficando melhor a cada dia Ferdinand!
    A proposito respondi seu email

  7. José Pereira disse:

    Bela história. Me fez lembrar daquele post sobre o bullying contra a Evelyn !

  8. Lenna P. disse:

    Boa tarde galera.
    Quanto tempo que não visito o site. Esta com um visual novo, show de bola.
    Parabéns Galego.
    bjus
    Lenna^^

  9. Allice disse:

    Ola Galego!!
    To com saudades de ti, sabia?!
    Num qr me visitar n?!
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  10. naynna@hotmail.com disse:

    olá.. sou nova por aqui passei pra conhecer melhor o site e acabei gostando..
    gostei bastante da história exposta aqui ..

  11. kathrinne Petrova disse:

    inscrevi-me agora e adoro o site tem muito haver connosco vampiros

  12. Ailie Gawaine disse:

    Puts véy, aquilo foi um troll? só pode –‘

  13. Allice disse:

    O Blog parado…
    Pelo amor de Deus, TEM ALGUEM ON?!

    Ha Galego, meu pai liberou o site, por causa da minha mãe q acompanha!
    Então voltarei ao top 5!
    Rsrsrsrs