Boas festas para quem?

No final de 2014, precisamente no dia 23 de dezembro, Saturno saiu do signo de Escorpião e ingressou no signo de sagitário às 14h32m (horário de Brasília). O ciclo que durou cerca de dois anos trouxe diversos obstáculos à vida de muitos, porém o que torna este ciclo relevante ao mundo vampiresco é o fato de que um vampiro antigo pode ter voltado de sua hibernação.

Por causa deste boato, passei o final de ano preocupado, aliás, essa preocupação foi a conversa principal com todos aqueles que souberam da possibilidade de tal acontecimento. Claro que não seria uma questão de Cristo ou do seu maior antagonista estarem voltado ao plano terreno, mas sempre que um dos antigos acorda todos os olhares se voltam para o Matusalém.

O vampiro antigo em si não é maior problema. A causa maior das nossas dores de cabeça são sempre  os possíveis caçadores ou megalomaníacos, que se estapearão para obter os segredos, o sangue ou qualquer migalha, que seja deixada pelo caminho do ancião vampiresco.

Longe de mim querer alarmar minhas queridas leitoras, mesmo por que há 99% de chance que nenhum humano fique sabendo da realidade deste assunto. Além disso, tudo foi esclarecido ainda antes do réveillon, quando recebi de uma fonte e absolutamente confiável, o que realmente aconteceu naquelas noites anteriores ao Natal cristão.

Um famoso Coven de bruxas italianas se reuniu para comemorar o final de ano e as mudanças astrológicas da época. Comemorar é a palavra mais adequada que achei para representar a orgia e feitiçaria destas reuniões. Não é atoa que remetem a elas as primeiras menções ao termo Bacanal, ou simplesmente festas de Baco, o Deus romano das festas e do vinho.

Diz a história que alguns vampiros foram convidados por engano para tal confraternização e ao serem barrados na entrada do lugar rolou o maior barraco. Acontece que barraco envolvendo seres sobrenaturais, é literalmente cousa de outro mundo. Obviamente, os vampiros banidos da festa quiseram se vingar e proporcionaram uma pequena vingança as bruxinhas sapecas.

A dupla composta por um vampiro detentor de poderes mentais e  outro com talento para as ilusões, pensou rápido. Bolaram um plano em menos de 10 minutos e voltaram ao local. Passando-se por bruxas eles entrar facilmente no lugar e começaram a praticar suas maldades e traquinagens.

– Soube que a festa não vai durar muito tempo, o local foi descoberto. – Fofocou um deles.

– Uma bruxinha loirinha bonitinha me contou que por causa desta conjunção astral um vampiro antigo vai sair de sua hibernação aqui pertinho. – Sussurrou o outro vampiro.

E diante estes e outros boatos a festa foi arruinada. Skype para cá, SMS para lá e tantos foram os contatos e whatsapps que a história espalhou-se rapidamente pelo mundo da noite. Medidas foram tomadas por parte dos vampiros, que controlam as regras de nossa sociedade. Lobisomens se reuniram, magos e bruxas temeram e alguns até profetizaram o final dos tempos em nossas redes de informações.

Influências desse mundo moderno e conectado? Pode ser, mas que o que tiro disso é aquela velha história de que se três ou mais pessoas acreditam em algo, até a maior das mentiras pode virar realidade. Ainda bem que no fim foi tudo uma grande brincadeira de mal gosto e que venha 2015 com ótimas histórias para todos nós!!!

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

13 Resultados

  1. Cassandra disse:

    Uau, um final de ano atribulado mesmo ! Esperemos que este novo ano traga mais histórias fascinantes para o nosso deleite !

  2. Akashiya San disse:

    Nossa, achei que só os humanos gostassem de “acabar com o mundo” todo final de ano… rs
    E feliz ano novo pra vocês, vampirs :3

  3. Lara Soares disse:

    Que venha 2015! Feliz ano novo a você também!

  4. Angélica disse:

    Essa foto faz-me recordar quando era criança a tradição da passagem de ano, faziam uma fogueira com a mobilia, desfaziam do que já estava velho!!! As pessoas em volta da fogueira se aquecendo, falando e bebendo!!!

  5. Angélica disse:

    Eu acho interessante a tradição de queimarem a mobilia velha, pois as bruxas na passagem do Ano Lunar jogam fora o que é velho. E aqui queimam o que é “velho” na passagem do Ano Solar!!!

    • Sim são tradições muito antigas. Eu que as vezes preciso me policiar, pois tenho tendencia a ser “moderninho de mais” como diz a @Becky.

      • Ser moderno é bom, pois nos auxilia a “viver” melhor nos dias atuais, porém há certos costumes e tradições que eu, particularmente, prefiro manter… Mas sim, de vez em quando o Fê é moderninho demais mesmo rsrsrs, mas tudo depende de perspectivas/pontos de vistas não é, meu caro irmãozinho?

  6. Katrina Aslith disse:

    Vampiros e suas manias de vingança, haha

  7. Erin Chan disse:

    Vishh. USHAUSHUASHU -‘

  8. Sellene Bernard disse:

    Olá Ferdinand, como sempre escrevendo ótimas histórias 😉