Eleições 2008 e os vampiros de Floripa

Boa noite meus queridos,

Peço desculpas pelo tempo que estou sem publicar, é que o trabalho está me “matando” ( he he he )

Na verdade estou passando por uma fase difícil, muitos problemas com dinheiro, Floripa ta fods bixo, as coisas aqui estão custando caro e o povo não teve aumento. Sem contar essa tal crise global causada pela economia americana que tem deixado muitos com o pé atrás sobre gastos.

Bom, o papo de hoje é sobre as eleições para prefeito em Floripa. Vocês se lembram em um post passado quando  eu comentei sobre a minha ansiedade para saber qual candidato ganharia?

Como eu já disse, alguns vampiros tem influência na politica, afim de garantir algumas “vantagens”. Não posso dizer se o candidato que ganhou ou o que perdeu tem essa ligação conosco, mesmo por que eu não sei e não me interessa, mas em breve a sociedade vampírica de Floripa receberá notícias e talvez eu publique algo aqui.

Por falar em políticos e eleições aqui em Floripa. Vocês viram a festa na beira mar, onde teve show pirotécnico e afins? Eu estava acordando na hora e achei que estava vendo os fogos de Revellion… Será que o dinheiro usado para aquilo veio do bolso de quem? Será que o dinheiro gasto la não poderia pagar os papeis higiênicos que estão faltando nas creches de Floripa?

Bom, a vida e a morte seguem, tomara que as coisas melhorem e que eu consiga uma graninha a mais pra passar o o final de ano… Senão serei obrigado a fazer como antigamente…

Pilhar e conquistar…

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...