Vampiros no metrô de São paulo

Estou a alguns dias para contar minha última aventura nas terras paulistas, mas como gosto de escrever coisas mais concisas eu fui postergando.

Em fim, enquanto estive por lá eu também fui atrás de algumas encomendas para o meu grande amigo Zé. O Zé para quem não conhece também é um vampiro e praticamente meu irmão. Ele pertence a uma família um tanto quanto diferente, sendo que a principal diferença deles para nós é a aparência. Antes de tudo é preciso ficar claro que o Zé pode ter a aparência que quiser, pois é um dos seus dons, mas quem já teve a rara oportunidade de vê-los como realmente são, sabe que eles são com o perdão da palavra: verdadeiros monstros. Inclusive acredito que a lenda do Nosferatu, vampiro meio zumbi e disforme, foi inspirado em algum membro dessa família. Apesar disso, eles são extremamente leais e amigos.

Voltando ao assunto da encomenda, bom , o Zé havia me pedido alguns filhotes de dois tipos: cachorros e iguanas. Para que? Isso é algo complexo, mas basicamente para adestrá-los e digamos transformá-los em Ghouls (ver Wikipédia). Estes seres, são escravos do sangue do vampiro que os adestra, recebendo pequenas quantias do precioso liquido de vez em quando como parte do treinamento. Para que fazer isso? Proteção, amizade, guarda e até mesmo como negócio. Nem preciso dizer que o Zé ganha muito com isso e não é só dinheiro, pois a troca de influências (favores) sempre foi a principal forma de permutarmos favores.

Em fim, saí de casa perto das 21 horas e fui até uma estação de metrô que fica no centro da cidade. Lá eu recebi um bilhete de uma ratazana que continha o mapa para o local de encontro. Infelizmente precisei andar nos túneis e logo de início pensei comigo: “Puta merda só eu para me enfiar num lugar tipo esse”. Escuridão total, e de repente um trem que iria passar muito perto de mim me obrigou a virar névoa. O que obviamente não foi uma boa ideia pois gastei muita energia para conter a núvem em quanto os vagões passavam por mim.

Achar o local e o vampiro que entregaria os filhotes foi fácil. O cara simplesmente veio atrás de mim onde eu estava e o mais engraçado é que estava com a aparência do Anthony Hopkins, o ator que fez silêncio dos inocentes. No começo ele foi meio arredio e até me assustou interpretando o personagem Hannibal, mas não aguentou muito tempo e soutou uma rizada batendo nas minhas costas e falando:

– Eu sei que te assustei hehehe

Brincadeiras a parte foi bom conhecê-lo e no fim fiz mais um contato que pode vir a ser um bom amigo em algumas décadas.

A volta para casa com a Iguana que parecia uma lagartixa e com o filhote de pit bull com cara de bicho de pelúcia foi tranquila. Alguns cidadãos que andavam pelas ruas desviavam de mim, o que foi bom, pois estou para ficar com fome em breve e um festim em meio ao centro de são paulo, próximo a galeria do Rock chamaria muita atenção…

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

12 Resultados

  1. Ameei…
    Boas aventuras em galego…

  2. Jeff Andreoli disse:

    legal Gostei Galego…seu Baka hahahahahahahah \o/

  3. LordArion disse:

    Pow historia legal… a galeria do rock é daora em… !!!
    Eu presto atençao nos detalhes, (e de repente um trem que iria passar muito perto de mim me obrigou a virar névoa.) hmm.. interessante …

  4. história engraçada Galego, mas pode ser perigoso ficar andando em lugares desconhecidos.

  5. Lin-Kun Cadu disse:

    Ressucitaram a postagem xD ?

  6. fabiana lee disse:

    sempre tive vontade de conhecer sampa meu primo ja foi pra la , ele me disse que tudo e meio carinho mais eu nao ligo nao um dia eu vou prala custe o que custar mais somente nas ferias ne e isso esta longe de se suceder

  7. fabiana lee disse:

    a galego falando em se transformar em varias pessoas me fez lembrar agora do filme blade trinity, em que o dracula em si se transformava em varias pessoas somente em ve -las e tambem tinha uns animais tranformados em ( ghouls)seja la o que for, eram cachorros dois rot wailers e um pequeno eu nao me lembro bem a raça mais era muito engraçado ri ate assistindo esse filme seria muito interessante se esses animais fossem transformados nao sei como iriam ficar mais sei que iria ser muito hilario certeza cachorros – vampiros essa mistura ia dar o que falar hein ,,

  8. Lin-Kun Cadu disse:

    Eu vi, era um rotweiller (nem lembro como escreve) e um Chiuaua de pelo caramelo e grande.

    Animais não tem muita sede de sangue e seria um apolipse zumbi se isso acontecesse.

  9. fabiana lee disse:

    e verdade seria meio estranho mais a inda acho meio hilario

  10. Sabrina disse:

    Gostei muito da historia e achei até meio engraçado.