Encontro com o mestre

Estacionei o carro e fui em direção ao centro da praça. Este, aliás, é um belo lugar para se passear as madrugadas. Vazio, ar fresco e praticamente nenhuma alma viva, ao menos aos moldes humanos. Seria inclusive um belo lugar para se deitar a grama e ficar um tempo observando as estrelas, constelações, galáxias…

Sentado em um banco estava um velhote muito bem vestido de terno completo, chapéu e bengala. Com uma das mãos ele segurava um Tablet e com a outra ele manuseava incansavelmente seu bigode centenário. Concentrado, obviamente ele sabia da minha presença, mas isso não me privou de ficar por um tempo lhe observando.

160 anos haviam se passado desde que o conhecia naquela madrugada de carnaval e ele estava ainda melhor. Mais elegante e forte, parecia que os anos só o deixam melhor. Pensei comigo…

“Nostálgico hoje meu filho?”

Eis que surge o pensamento telepático em minha mente e ao piscar os olhos não havia mais ninguém no banco da praça. No entanto, senti a energia de meu mestre vindo de outro lado e ao olhar para trás lá estava Georg sorrindo e indo em direção ao meu carro.

– Vamos Ferdinand, temos muito o que conversar ainda hoje!

O Barão e seu jeito excêntrico, mas que sempre tem tudo sob o seu controle.

Voltamos para a fazenda e Georg foi me contado da viagem de volta. Novos tempos, muita tecnologia e os tais nanochips que revolucionaram tudo que havia antes do inicio de sua hibernação nos anos 60. Seis meses acordado e muitos teriam inveja de sua interação com tudo que existe de mais avançado na atualidade. Está certo que Sebastian o ajudou muito, porém sua mente sempre fora atemporal e avant garde.

Sebastian, Franz, Eleonor, Julie, H2, Georg e eu. Todos reunidos naquela velha sala da casa grande. Joseph estaria feliz aqui hoje à noite, pensei comigo… Fora uma noite em que meus pensamentos vagavam por todos os cantos do globo, mas que foram interrompidos mais uma vez por Georg. Ele vinha do porão trazendo consigo um cálice de prata e foi logo iniciando o tão esperado ritual.

– Meus filhos, apesar da inestimável perda de Joseph, nosso clã aumentou nos últimos anos. H2 trouxe sua fé e Julie seu sangue. Ambos não entraram neste clã ao acaso, h2 já era observado há muitos anos por Franz e Julie… Julie é alguém que tenho muito apreço, que surgiu em nosso clã depois daquela maldita guerra e me deixou feliz, ao aceitar meu convite. Independente de todos os laços afetivos que circundam suas cabeças, Gutta cavat lapidem¹ (risos), eu quero deixar implícito antes do festim que nós somos os Wulffdert e me sinto honrado em tê-los comigo.

Sabe aquele discurso motivacional que você precisa ouvir em determinados momentos de sua vida? Georg o estava fazendo muito bem…

– Apesar das revoluções tecnológicas e de comunicação deste século, tudo continua muito tranquilo. Nenhuma força nos ameaça, apesar da instabilidade econômica de alguns países, não há motivo eminente para nenhuma guerra humana ou Wampir. Sendo assim, eu irei cochilar por mais alguns anos como já havíamos conversado, lembram? Tá deu de encher o saco de vocês, é assim que se fala? (risos)

Depois desse momento mais descontraído, nos concentramos novamente e ele iniciou o ritual. Algumas palavras em latim, algumas ervas mascadas maceradas dentro do cálice e um a um fomos despejando gotas de nosso sangue dentro do cálice. Tudo foi misturado a mais ou menos um copo de sangue de Georg e Franz foi o primeiro a beber, seguido por mim e todos os outros, sendo Georg quem consumiu o último gole.

O que dizer das reações de tal ritual? Simples. Amizade, amor, carinho, respeito e confiança. Estes sentimentos e muitos outros afloraram ainda mais entre todos os presentes. Depois de 100 anos nossos laços haviam se renovado e mais uma vez o clã se sentiu unido na presença do mestre.

Nas semanas que se seguiram tratamos da hibernação de Georg e para minha alegria Sebastian retomou o seu lugar ao meu lado. Julie e H2 andam mais receptivos que o normal, obviamente em função do ritual e finalmente eu pude sentar novamente em meu computador para retomar meus escritos.

A nostalgia é importante de tempos em tempo. Por causa dela aprendemos a dar valor ao que temos e isso é importante para que a sanidade de nossos espíritos se mantenha intacta. Talvez algum dia meu companheiro demônio me domine, talvez algum dia eu o expulse. Porém o que importa mesmo é o equilíbrio entre o céu e o inferno, não é mesmo?

¹ Essa expressão em Latim, seria o equivalente ao ditado: “Água mole, pedra dura, tanto bate até que fura.”

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

95 Resultados

  1. costa disse:

    que bom que seu mestre voltoi foi pro pouco tempo , mas pelo geito foi o bastante, acho o clã de vcs tão unidos quem dera eu fazesce parte dele ..

  2. Cassandra disse:

    Realmente bonito. A união entre vocês transparece nesta narrativa.
    Desejo-vos tudo de bom 🙂

  3. Trevor hayashi disse:

    Finalmente apareceu o tal cálice de prata. E Todos reunidos tbm

  4. Mac_Cafa disse:

    Bela historia 🙂

  5. Karoline disse:

    Vínculos de amizade são muito bem vindos, não importa quem ou o que você seja.

  6. Samuel Heiderich disse:

    Minhas saudações às Damas e Cavalheiros, boa noite.

    Bravo! Senhor (w) Ferdinand Wulffdert di Vittore, posso realmente dizer-te que agradou-me, de facto, a leitura deste texto.

    “Amizade, amor, carinho, respeito e confiança. Estes sentimentos e muitos outros afloraram ainda mais entre todos os presentes.”

    Egrégoras construídas sob base nestes princípios, unindo à perseverança e perspicácias de seus membros são indestrutíveis.

    “A nostalgia é importante de tempos em tempo. Por causa dela aprendemos a dar valor ao que temos e isso é importante para que a sanidade de nossos espíritos se mantenha intacta.”

    Realmente belas, as vossas palavras Senhor, em meu modo de entender.

  7. Suellen Dahmer disse:

    Lindo post como sempre, Ferdinand.
    Obrigada pela excelente narração de algo tão belo.(sinto me emocionada)

  8. Filipe disse:

    Muito bom, gostei bastante desta história, fico impressionado com o jeito que você se expressa. Parabéns pela suas histórias e fico impressionado com suas aventuras são muito legais mesmo e divertidas pelo modo que você se expressa em cada palavra digitada. 😀

  9. Sabrina Leal disse:

    Foi muito bom o texto, e ainda mais dividi la conosco. E foi muito bom por saber que existe amizade, carinho e confiança, no mundo onde estamos habitado, e que nem o tempo possa separa lá.. Meus humildes parabéns..

  10. Sabrina Leal disse:

    Obrigada, vou adorar ler suas histórias, ainda mas com temas apimentados..rs

  11. christb17 disse:

    Uma historia simples, cativante e prazerosa em se ler. Muito bom Ferdinand! Lembra até um pouco de uma reuniao natalina de familias rs .. bom nem todas familias.. enfim, não entenda mal oq quis dizer 😉
    E agora entendi o pq vc sumiu dos contatos de emails, depois de ouvir a sua doce Julie rs. Perdoado 😛
    Sds Fer

    Xoxo

  12. LellaMorais disse:

    Principe Ferdinand de volta ? rsrs Quase matou seus leitores de saudade ! rsrs

  13. Sirius disse:

    Boa tarde! mortos e vivos também.
    A visão do mestre apurada em tão pouco tempo, o aprendiz observar e nota seu olhar mais amplo de tudo, e quando percebe que sua expressão transmite confiança, como quase em uma ação mecânica um alivio mutuo ecoa na mente do observador.
    Na presença daquele que ensinou muito, todos o observam no intuito de conhecer o que ainda permanece oculto, são esses conhecimentos que embora os séculos ecoem, ainda sim irão permanecer apagados no conhecimento alheio.
    Aos pobres humanos(como eu), Só nos restam observar esse mundo estranho.
    Alguns, alguns, poucos, mínimos, podem desfrutar de um lugar privilegiado, para ampliar o conhecimento.

    Carpe diem!

  14. Anna disse:

    Boa tarde!

  15. Anna disse:

    Ferdinand, meu aniversario está próximo,
    Quem sabe não combinamos algo, estou entediada!!

    • Entediada? Vá ao cinema e veja uma comédia rss
      Quanto ao teu aniversário, bom, depois de tantos anos eu já perdi o apreço por tal festa. Tanto que hoje em dia é impossível eu não contar, depois que alguém me pergunta quantos anos tenho… Porém uma boa dica é juntar os mais “chegados” e aprontar todas em algum lugar 😉

      • Anna disse:

        Tinha me esquecido do seu senso de humor Sarcástico Ferdinand….:)

        Meu tédio não se resume a um mero cinema, lugares cheios demais me deixam um pouco fora de sintonia ( se é que você me entende).
        Pra dizer a verdade você iria gostar muito da minha companhia, afinal de contas temos algumas coisas em comum.

        E quando não existem “chegados”??
        E se a solidão for sua única companhia??

        • Já passei por alguns momentos de solidão, no entanto para minha sorte digamos que tive um “insight”. Não se pode viver sozinho, sabes? E procuro sempre ser alguém agradável, isso atrai amigos. Parecida comigo? Humm você bebe sangue, e gosta de fazer tudo ao mesmo tempo? rss

          • Anna disse:

            Não acredito em Sorte e se ela existe acho que ela nunca foi com a minha cara 🙂
            Acho que a minha capacidade de exercitar minha intuição na busca de sentido e compreensão desse mundo está bem longe de acontecer, Como dizia Shakespeare:
            “Choramos ao nascer porque chegamos a este imenso cenário de dementes”
            e mesmo tendo a bagagem cheia de historias, mesmo passando por varias e varias formas de viver nesse mundo louco ainda me falta conhecimento para compreendê-las. 🙂
            Amigos?!!! Já tive muitos! Mas devido a vários acontecimentos em minha vida, me vi obrigada a me afastar deles. Mas isso faz anos e anos e não interessa a você e nem ninguém.
            Então me poupe desses conselhos melosos isso não funciona comigo!

            Pra que iria expor a minha vida aqui nesse site? Ele é seu, exponha você.
            E uma vez você me disse em alto e bom tom que eu estava invadindo seus domínios antes de me identificar lembra?! ((((((Aquele momento foi tenso))))) 🙂

            A única coisa que posso dizer é Hoc non pereo habebo fortior me pelo menos é o que eu acho!

  16. Trevor hayashi disse:

    eh Brother a Anna que voce no niver dela….da so um Beijo do vampiro nela hahahaha.

  17. Lola Mariah disse:

    vcs vampiros parecem mafiosos…..hahahaha adorei a história

  18. Anna disse:

    Trevor Hayashi, O beijo não seria necessário!
    Mas caso você queira participar…..

  19. Anna disse:

    Ahh, Ferdinand…..
    E eu sei que você nunca aceita um pedido de desculpas quando se trata de arrogância,
    mas eu nem sempre me controlo e acabo me expressando de uma forma meio que arrogante demais.
    E como seria a segunda vez que nos “estranhamos” acho que dessa vez você vai pensar em me bloquear ou me dar uma lição de moral, mas como eu odeio lições de moral, bloquear seria a segunda opção, coisa que não seria tão legal, mas seria melhor do que uma lição de moral.
    Bom, fazer pirraça e ficarmos sem nos falar não seria uma forma muito adulta e interessante de resolver isso e acho que a nossa idade não nos permite tais coisas. 🙂

    • Onde que eu fiquei bravo contigo senhorita? A menos que meu senso de humor tenha te passado algo diferente, eu adoro falar contigo, fica tranquila rsss

      • Anna disse:

        Bom, Nossa ultima conversa não foi bem um “Chá das Cinco”, mas, tudo bem!
        E como já havia dito isso em um comentário anterior, seu senso de Humor é bem sarcástico, mas não me incomoda pelo contrario fico ate mais animadinha.

        (((((((((((Enquanto isso, Voltando ao assunto da Solidão….))))))))) hehehe

        Quanto mais se cria raízes, menos tempo você passa a ter no lugar,
        Por isso vou continuar seguindo a minha tese sobre Solidão.
        Ser desgarrada faz de mim livre, mas nem sempre queremos curtir essa liberdade, chega um momento que você quer parar e repousar. Quer observar e ficar. Quer tentar se encontrar!

        E esse papo está me deixando melancólica e poética, odeio isso!!!!

        Mudando de assunto:

        O que teve para o jantar?!! Hehehe
        (((((((((Adoro piadinhas internas para descontrair o ambiente))))))))))

        Apesar dos meus sentidos ficarem meio fora de sintonia em ambientes fechados com muitos sons e pessoas falando ao mesmo tempo, a dança me faz liberar todo tipo de adrenalina existente em mim. Sempre fico mais calma, mas isso funciona ate certo ponto…. kkkkkkkkk

        Eu tenho a impressão de que você não dança bem, rsrsrsrrsr 🙂

        A única coisa que me incomoda são certas fisgadas que eu ando sentindo na pele abaixo da tatuagem, não sei o que pode ser.
        Você não nasceu assim, então não possui descendências que precisam ser marcadas sobre sua pele, resumindo, deve ter ocorrido alguma mutação genética ou você é da Época dos Anéis, pulseiras e acessórios.

        (((((((Época cafona)))))))

        • Acho precisamos bater uma papo numa noite destas, tens msn ou skype? me adiciona… Enfim, essa questão de criar raízes, de ser livre e tudo mais são questões muito subjetivas e pessoais. Então discutir isso seria o mesmo que passar uma noite revendo teorias iluministas ou os paradoxos do mundo de Sofia rss

          No fundo cada um sente e vê o mundo de uma forma diferente. Por exemplo, o que é bom para mim pode ser ruim para você e o que importa é o eterno balanço equilibrado do bem e mal, como dizem os alquimistas ou bruxos

          Para jantar? Uma negra de mais ou menos 25 anos…
          Eu danço bem, quando não tem ninguém vendo rssss
          Fisgadas em baixo da pele? Isso pode ser um pouco de tudo…
          Sim sou de uma ápoca “cafona” e tenho anéis, brincos e relógios e armas como relíquias 😛

          • Anna disse:

            Claro, vou fazer o tal MSN para conversar com vosmecê,

            Ainda tens essas relíquias, ótimo… Quem sabe uma dessas relíquias não seja meu presente de Aniversario!!! 🙂
            Pra dizer a verdade não sei que tipos de recordações trazem a você, pois viver nos séculos XVIII e XIX foi uma espécie de “missão impossível”. Deveriam ter distribuido medalhas de honra e coragem para todos. Kkkkkk 🙂
            A minha tatuagem fica nas minhas costas, bem atrás do coração.
            Outros membros da minha família também possuíam, porem em cada tatuagem havia uma imagem diferente. A minha tatuagem tem um sol com 4 pontas.

            Afffff ò_Ó
            Hoje não estou com vontade nenhuma de conversar, estou deitada no telhado da minha casa olhando para o céu e não estou com paciência para digitar nada .ò_Ó

            Boa Noite….
            .

    • E quanto ao que tu disseste ali em cima, existe aquela frase publicitária de cigarros: “Cada um na sua, mas com alguma coisa em comum”… Esse é o segredo que une e afasta os indivíduos. Se tu consegues ou preferes viver no teu mundo sozinha, é bom, mas eu prefiro as risadas dos meus amigos, as filosofias pessoais de um ermitão rss

  20. ” A nostalgia é importante de tempos em tempo. Por causa dela aprendemos a dar valor ao que temos e isso é importante para que a sanidade de nossos espíritos se mantenha intacta. Talvez algum dia meu companheiro demônio me domine, talvez algum dia eu o expulse. Porém o que importa mesmo é o equilíbrio entre o céu e o inferno, não é mesmo? ”

    Exatamente =)

    Boas histórias vc escreve aqui, se eu não fosse tão crítica e cabeça dura até poderia começar a acreditar.
    hehe’
    Só uma pergunta… Não existe nenhuma lei entre vcs que impeça a divulgação de suas histórias?

  21. Anna disse:

    ♪ ♫
    ╔═══╗; ♪
    ║███║ ♫
    ║ (●) ♫ ♪
    ╚═══╝
    ♪ ♫ Ouvindo musica…..afffff

  22. Anna disse:

    Boa Noite galerinha…..

  23. Anna disse:

    toc toc…alguém aí…..hehehe

  24. Anna disse:

    Ferdinand,
    me responde uma coisa!!!!
    Como está a sua “vida amorosa”,
    você e a Julie voltaram?!

    (((((((((((((Anna curiosa milagreeeees existemmmm)))))))))))))))

  25. Anna disse:

    Ferdinand,
    Qual é o seu lugar preferido??

    Não vale lugares do passado, tem que ser agora….
    Eu estou exatamente no meu lugar preferido, deitada no telhado e obervando o céu, aqui eu costumo passar as minhas noites, sempre observando.
    Aqui eu me perco nas minhas lembranças. Uma vez eu Le que o importante é a lembrança dos erros, que nos permite não cometer sempre os mesmos. Que o verdadeiro tesouro é o tesouro dos seus erros, porque significa uma larga experiência vital decantada por milênios, gota a gota.

    eu penso em tudo……:P

    Mas hoje vou sair, meu corpo está vibrando,
    preciso renovar as energias dessa semana…

    E não se esqueça Nihil sub sole novi…hehehe:)

    Habere bonum Nocte!

    • Suellen Dahmer disse:

      Olá Anna,ando lendo teus comentários, e devo dizer que estou adorando o teu jeito de ser,apesar da senhorita adorar se sentir solitária, gostaria muito de conversar contigo.pois temos muita coisa em comum.
      Tu tem facebook?

      • Anna disse:

        Legal, arrumei uma coleguinha… Estou super comovida! 🙂
        Deixa-me ver, Terei que fazer um MSN e um facebook, aí que saco!!!!
        Pra dizer a verdade estou pensando: Para que complicar o que está fácil?!!
        Mas prometo ter vontade e paciência para fazê-los. 🙂
        Eu não gosto de ser solitária, a solidão é um lugar bom de visitar uma vez ou outra, mas ruim de adotar como morada, mas nem sempre temos escolhas.
        Minha força está na solidão, e a solidão é o preço que temos de pagar por sermos diferentes neste período moderno, tão cheio de liberdade, de independência e do nosso próprio egoísmo.
        (((((((((((Dramática))))))))))))) 🙂
        Mas vamos lá,
        Nem sei como começar nossa conversa…..

        • kkkkkkkk ao menos tu concluiu que fostes dramática, mas sou obrigado a comentar sobre tua frase: “Minha força está na solidão, e a solidão é o preço que temos de pagar por sermos diferentes neste período moderno”. Isso foi a cousa mais piegas que ouvi este ano. Sério mesmo que acreditas nisto? Eu vejo cada cousa em minhas noites, que fiquei curioso para ver ou entender o quão tu é diferente, sabe? Sem ter mais detalhes, só posso entender que realmente estás sendo dramática demais…

          • Anna disse:

            Aí que meigo, o menininho mal apareceu……:)

            Adoro suas respostas quando são baseadas em “revoltinhas sem causa ou puro sarcasmos” sempre me divertem, apesar de achar que esses tipos de revoltinhas já saíram de moda algum tempo. Talvez ainda funcione, continue tentando me tirar do serio, quem sabe um dia você consiga, garanto que temos muito tempo pra isso 🙂
            Nada melhor do que uma discussão para animar o ambiente.

            E eu já acostumei com nossos momentos de tensão, e se continuarmos assim terei que ir passar uns dias na Tailândia, dizem que lá fazem ótimas massagens, você já esteve lá?! Se foi me recomende algum lugar….:)

            Ando meio dramática mesmo, mas preciso refrescar um pouco sua memória,
            Em alguns comentários acima você postou a seguinte frase:

            (w) Ferdinand Wulffdert di Vittore
            5 de dezembro de 2012 às 12:09

            “….existe aquela frase publicitária de cigarros: “Cada um na sua, mas com alguma coisa em comum”… Esse é o segredo que une e afasta os indivíduos”
            Com posso classificar essa frase:

            Ahhh! já sei Dramática!!! 🙂

            E faço de sua as minhas palavras: Isso foi a coisa mais piegas que ouvi este ano.

            1 Ferdinand x 1 Anna ((((estamos empatados))))) 🙂

            E pra ser sincero não importo muito com a sua opinião ou com seus pensamentos sobre mim. Adoro ser lembrada!!!!

            Eu te fiz um convite, para vir em meu aniversario, Lembra?!!
            Garanto que a festinha seria do seu gosto. Mas como nem tudo é perfeito você não aceitou, resumindo, você perdeu uma ótima oportunidade de me conhecer ….kkkkkkkkkkkkk 🙂

            Então não me venha dizer que gostaria de saber o que tenho de diferente.
            Porque esse tipo de frescura me irrita e quem não quis descobrir isso foi você!!

            Pensando bem!! Quer que eu desenhe pra você, quem sabe não descolo uma grana vendendo algumas obras de arte?!!!! 🙂

    • Gosto de um lugar que fica em Florianópolis em meio a Universidade Federal, não sei por que mais em meio a algumas árvores de lá eu me sinto confortável. Talvez por que no passado a casa dos meus pais ficava próxima do local 😉

      • Anna disse:

        ((((((((pode não parecer)))))))))

        mas eu também tenho meus momentos de paz!

        Todas as noites eu fico deitada no telhado observando, não sei bem como descrever o que eu sinto, mas é uma coisa muito boa.

        Acho que você está me deixando melancólica….

        E chega de Blá… Blá… Blá

        • Anna disse:

          Ferdinand,
          Caso queira saber alguma coisa sobre mim é só perguntar,
          Mas não faça perguntas cujas respostas sejam longas demais,
          Porque não terei paciência e nem prazer em responde-lás.:)

          Agradecida…hehehe

  26. Sabrina Leal disse:

    Olá Boa tarde existe alguma alma por aqui hoje?..

  27. Sabrina Leal disse:

    Achei esse video sem lógica de uma entrevista com homem que diz que é caçador de vampiro. Deicidi mesmo assim trazer para que todos vejam. Vejam e me contem o que acharam. http://www.youtube.com/watch?v=2KAbzR2KdBo

  28. Mordred Ortiz disse:

    Adorei… foi incrivél como sempre, Que bom que seu mestre voltou, pena q foi por pouco tempo

  29. christb17 disse:

    Oiii!!
    Aproveitando a conversa da Anna e Ferdinand, tbm fiquei de fazer um facebook pra conversar com Samuel e o povo daqui rs. Me divertia um monte as noites conversando no chat…. mas assim que fizer o face posto aqui.
    xoxo

  30. Nathaly V. disse:

    Eita, eu ri xD
    Acho que o cara desse video ganharia mais likes se fizesse um video se jogando de um prédio ou atirando na própria boca =D

    Mas então… acham que caçadores de vampiros existem ou são só uma histórias pra os novos criados não saírem por aí tocando o terror? =D

  31. Anna, confesso que estou sem saco para ler tudo que escrevestes, me desenha? ^^

    • Anna disse:

      Aí que otimo, quem sabe ainda não descolo uma graninha vendendo meus desenhos pra você!

      • Um fato engraçado é que alguns de vocês acham que estou brigando, tu principalmente Anna, mas é sério eu não tenho paciência para ler textos tão grandes… Ainda mais por que vocês são quase 5 mil pessoas entre Twitter, Facebook e Blog.

        • Anna disse:

          Desde quando eu acho que você está brigando comigo?!
          Acostumei com a tensão de nossas conversas.
          Acho ate que será no mínimo interessante quando nos encontrarmos.

          ((((((((((Vai sair faíscas))))))))))))))^^

          Mas traga a Julie, não quero ganhar o apelido de “destruidora de lares” ou ate mesmo sofrer ceninhas irritantes de ciúme.

          Acho que você devia ter paciência, pois os seus textos são maiores e quase todos aqui leem! 🙂

          E pare de colocar palavras na minha boca….^^
          E não fique tão tenso docinho, cuidado com as rugas de expressão! ^^ hehehe

          • (w) Julie Davonz disse:

            Fê, mas que humaninha inconveniente né?..Temos coisas mais interessantes p fazer do que responder a isto( se me entende rs ) 🙂
            Olá querida Anna.
            Fique tranquila quanto ao apelido ou cenas de ciúmes.
            Uma simples mortal jamais teria o poder de me despertar tal infortúnio^^.

  32. Anna disse:

    Simples e Mortal?!!
    Simples e mortal são duas palavras que não combinam muito com a minha pessoa.

    Mas pra falar a verdade acho ate interessante você pensar isso de mim, fico lisonjeada!

    Adorei o “Querida Anna” muito amável de sua parte, porem acho que você está bravinha comigo.

    relaxa querida, não fique tão tensa… Cuidado com as rugas!!! 🙂

    Eu apenas disse que queria conhecê-lo e como vocês formam um casal seria interessante que você fosse, pega mal conhecê-lo sozinha e pra ser sincera para que discutir sobre uma coisa que talvez nunca aconteça?! ^^

    Ótimo saber que não causo problemas,
    (((((((((odeio ser a ovelha negra)))))))))

    • Então senhorita Anna, se a ideia era chamar nossa atenção, ok conseguisse, porém tome cuidado para não se tornar mais inconveniente. Tente tratar aqui de assuntos relacionados ao post, do contrário estou a disposição por e-mail 😉

  33. Nathaly V. disse:

    Nossa que clima 😀
    Julie é só que, nunca se sabe… rsrs’

    E aí? A noite foi boa pra vocês também? 😀

  34. Anna disse:

    Olha aqui príncipe encantado, eu não estou aqui para chamar a atenção de ninguém.
    E você sabe o que eu penso sobre lições de moral, não sabe?!
    Então me poupe disso e do chilique da Julie.:)
    Às vezes me incomoda o fato de vocês acharem que são os únicos da espécie, apesar de não fazer nenhuma diferença pra mim. Mas não quero aprofundar nesse assunto. (((((((((papo chato)))))))))
    Mas fique tranqüilo vou poupar você de inconveniências, não vou respondê-lo mais,
    Existem outras pessoas no site. E estou começando a achar que foi um erro ter entrado aqui.

    • hahahah típica reação de alguém mimado e que não sabe ouvir “nãos”… Regra da casa: meu site, minhas regras então fique a vontade em ir e vir 😉

    • Nathaly V. disse:

      Não fique tão tensa Anna… Cuidado com as rugas rsrs
      😉

      (não ache que to me intrometendo e.e’)

    • (w) Julie Davonz disse:

      Oi Anna.
      Não costumo dar atenção a comportamentos como o seu ^^.Portanto não sinto vontade nenhuma em lhe responder absolutamente nada 🙂
      Esses humaninhos até que argumentam bem ,não acha Fê ?
      Hahaha…

    • Maiélen Feijó disse:

      Senhorita na merda dessa vida sempre cometemos erros. E bom pelo que eu sempre li as tuas postagens aqui no site vc da na cara dura em cima do Galego.Venhamos e convenhamos ele tem NAMORADA minha cara e se vc não sabe o nome dela eu lhe digo é Julie e ela é uma Wampir.
      Um conselho de amiga NUNCA QUEIRA VER UM(A) WAMPIR COM RAIVA.

  35. Anna disse:

    kkkkkkkkkkk…… Tensa?? Quem??? Eu????

  36. Nathaly V. disse:

    Sir di Vittore, vc usa google+?

  37. A(not)vampire disse:

    Muito bom post novamente wampir!
    KKKKKKKKK rindo muito aqui com GalegoxAnna feat. Julie

  38. A(not)vampire disse:

    Galego, sinceramente, não sei o que aconteceu no meu último comentário 🙁
    Enfim, eu tinha comentado:
    Muito bom post novamente wampir!
    KKKKKKKKK rindo muito aqui com GalegoxAnna feat. Julie

  39. Sabrina Leal disse:

    Calma todos..Acredito que não precisa disso..

  40. Sabrina Leal disse:

    Não sei o que está acontecendo , para ter virado nisso.. Mas fiquei bem triste com o acontecimento..

  41. Sabrina Leal disse:

    É triste pessoas vim aqui no site só para arranja intriga, o site tem tantos conteúdos bons e parece ter pessoas legais aqui, fiquei realmente triste com o acontecimento pois em vez de todos da apoio a Julie que chegou agora para repartir um pouco da vida dela conosco, estão arranjando intriga com ela, que na verdade tinham que dar um maior apoio..

  42. (w) Julie Davonz disse:

    Olá a todos.
    Pois é pessoal, tem gente que infelizmente não sabe se comportar e gosta de ser inconveniente.
    Mas enfim, vamos deixar isso pra lá não é mesmo?
    E obrigada pelo apoio.
    Aliás, como estão?

    Kisses to all ;*

    • Sabrina Leal disse:

      Eu estou em e acredito que todos nós estamos bem, e acredito que não vai ter esse infeliz conveniente.. beijos Julie e a todos..

  43. fabiana lee disse:

    nossa que conversa hien ?
    bem eu sempre me afasto de tempos em tempos do site , confeso que sinto saudades daqui tem horas que me bate uma solidão tem horas viu ? bem mais voltando ao post .vendo o que disseste na sua historia fer eu fico pensando o quanto isso signifca pra mim , os laços familiares, o respeito, e a mútua consideração que vocês tem uns pelos outros ,infelizmente esse mundo está precisando mais disso ultimamente sabes , e que bom que você dá valor pra isso , quem sabe assim os outros se toquem que não só de guerra e violência que se resolvem as coisas … besitos

  44. Allice2 disse:

    Bem, esta na minha hora de ir…
    To na lan e meus creditos no fim…
    Logo eu volto meu anjinho das trevas (o chatinha que so neé?? Rsrs’)

    Bem, fui!

  45. Maiélen Feijó disse:

    Familia é familia mesmo tendo seus erros rsrsrsrs eu que diga (a minha familia tem muito erro).
    Bom Ana só uma pergunta vc é filha unica ou gosta de provocar quem tá queto?????