Finalmente juntos

Hoje eu acordei com o tom de sms do meu celular, era uma mensagem da minha amada Elizabeth dizendo que já estava no aeroporto, mas que estava muito gripada. Chega a ser engraçado, uma bruxa no nível dela enfraquecida por uma simples virose, tudo bem, afinal ela ainda é humana.

Tomei um belo banho, preparei uma canja, tirei a poeira do carro e fui buscá-la. O tempo hoje está meio fechado, então nada de sair de moto feito um inconseqüente. Ok ok ok, apesar de vampiro ainda tenho bom senso, sem contar que ela veio cheia de malas.

Apesar de ter perdido minha liberdade, vai ser bom ter alguém por perto de novo. Meus dias têm sido muito vazios enquanto os outros dormem. Não que eu não saiba me virar sozinho muito pelo contrário, até me viro bem e ter alguém comigo poderá ser algo perigoso. Hahah só de pensar na minha capricorniana, já estou com as neuras dela, vivendo as coisas antes de acontecerem.

Pois bem, não vou me alongar hoje e só passei para marcar território. Vou aproveitar minha loirinha em casa…

Até^^

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. Jeff Andreoli disse:

    (Não que eu não saiba me virar sozinho muito pelo contrário, até me viro bem)huuuum tu saber se vira e hahahahahaha aloka ^^ to brincando galego \o/