Hoje a noite não tem luar

“O corpo será submetido ao exame de DNA, mas familiares confirmaram que os pertences encontrados junto à vítima como roupas, óculos e relógio são compatíveis com os que eram utilizados pelo diretor…”

Algum tempo havia se passado e corpo do homem apresentava boa recuperação, certamente o sangue de Frederick estava agilizando o processo de cura e em breve seria possível vê-lo movimentar os membros superiores novamente. Ao menos é o que devia estar passando na cabeça do infeliz?

Frederick despertou de seu sono diurno, colocou uma roupa menos social que a da noite anterior e acendeu a lareira. Na sequência deu alguns chutes no infeliz, que entre um resmungo e outro voltou a realidade.

– Vamos! Acorda seu pilantra, hoje a noite vai ser longa! Já consegues mexer os braços?

Percebendo que ele havia se recuperado suficientemente, colocou uma corda em seu pescoço, tal qual quem amarra um cachorro e o fez andar agachado até o lado de fora. Local onde começou uma nova série de trabalhos doutrinadores, no qual certamente muitos de vocês ficarão horrorizados. Inclusive não recomendo a leitura dos parágrafos a seguir para quem possui estômago fraco.

Frederick amarrou o homem a um ipê que possuía flores amarelas e típicas daquela região. Arrancou o que ainda restava das calças do infeliz e usou um galho seco para penetrar com força o anus do indivíduo. Repetiu o movimento até que fosse possível ver o sangue fluindo e mudando a cor do tapete de flores aos seus pés.

– Eu estava pensando em comer o teu rabo, mas confesso que sempre quis praticar o empalhamento e para te ser bem sincero acabo de entender o prazer desse tipo de prática… Tanto que até vou te deixar descansar por mais um tempo em casa e vou à caça, o sangue que tu desperdiçaste me deixou com fome.

Ao voltarem para casa Frederick deu um pouco do seu plasma ao individuou, o imobilizou novamente a um dos pilares e saiu para jantar. Ao retornar, depois de ter encontrado meia dúzia de capivaras, o vampiro vislumbrou o homem acordado e aquilo o deixou curioso. Será que seu sangue havia recuperado a vitalidade completa do prisioneiro?

– Vejo que te recuperou rápido e tua persistência garantirá um bônus!

O Sanguessuga se aproximou, arrumou o corpo do homem de tal forma que seu pênis ficasse para cima e o masturbou com as mãos até que seu membro ficasse ereto. Ao perceber que ele demonstrava certo prazer, pegou rapidamente uma faca de um dos bolsos e cortou seus testículos com apenas três cortes. Por alguns instantes ele observou as duas bolinhas em suas mãos, como se fossem alguma espécie de troféu e sem dó nem piedade fez o próprio homem comê-los.

Após o ato inescrupuloso Frederick pegou um pedaço de lenha com brasa da lareira e cauterizou o que ainda restava do saco escrotal do sujeito.

– Soube que tu traias tua mulher com aquela vadia enterrado em meu quintal e muitas outras, inclusive algumas residentes desesperadas por emprego. Bom, espero que tenhas entendido que traição não é algo concebível no meu vocabulário?

Preguiça, gula, luxúria… Será que Frederick se inspirou nos tais sete pecados para esta doutrinação?

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

29 Resultados

  1. Minha opinião pessoal sobre isso tudo que Frederick anda aprontando: Doentio, degradante e nefasto!

  2. Lella Moraiss disse:

    Doentio, degradante e nefasto… É pouco para definir isso… Sem falar que é meio gay tal conduta de Frederick… Hehe forte são as cenas criadas em minha mente que até agora não consigo pensar em outra coisa… Quando essa história acabar, faça o favor de postar algo romântico !!! Hahaha

    • Sim o Frederick “curte meninos e meninas”, mas acho que independente da questão gay o que ele, o doutor ou o Hector praticam é algo completamente sodomita e doentio…

  3. fhal disse:

    Acho que ele esta um pouco revoltado ou se lembra( va) de alguma coisa que ocorreu com algum familiar, sei la, wirklich nefasto. Küss schatz. Fhal.

  4. Sellene Bernard disse:

    Minha nossa O.o kkkkk Um conselho: Quando houver uma história sobre Frederick, não a leiam jantando como eu estava fazendo… Não é uma boa ideia… 😛

  5. Nay Akashiya disse:

    Frederick poderia dar continuidade aos filmes jogos mortais, porque né… Arrasou 😮

  6. Gabriela disse:

    E não tem luar mesmo 🙁 que História mais feia, me senti mal depois de ler…. Pra que tanta raiva, ódio, o que ele tem Ferdinand pra estar assim, tão vingativo (essa seria a palavra certa ), isso foi muito cruel, Ferdinand os vampiros geralmente são assim ? ou vc talvez seja uma exceção ?
    Pois vc não parece ser cruel, ou pelo menos não dessa meneira.

    • Pois então, pior que no fundo são assim mesmo sabes. O problema é que nos últimos anos muitos autores romantizaram demais o cotidiano vampiresco a ponto de alguns esquecerem a parte mais importante da história, a morte. Claro que apenas alguns vampiros possuem esse lado nefasto aflorado, mas sinceramente já ouvi muitas histórias de humanos que tem prazer na tortura ou degradação do corpo humano. EU não sou assim, que fique claro 😉

      • Ana disse:

        Fico feliz :)(mesmo tendo alguém perto de mim que seja capaz de o fazer -.-).

  7. Allice disse:

    Frederick me recordou minhas pesquisas perdidas entre papeis aleatórios sobre Vlad, O empalador… Alem do ‘Doutor’…
    E realmente me deu vontade de conhece – lo.. ou no minimo conversar com ele pelo site…
    Bela tortura..

    Aproposito… Voltei, Fer 😀

  8. fhal disse:

    Hallo schatz, vc tem razao, ninguem fala do Vlad, mas acredito que era uma forma de assustar os proximos conquistadores ou assassinos daquela epoca. Na historia diz que ele foi sequestrado, depois voltou pra casa e ate entendo porque ele fazia isso, era a unica forma de proteger seu país. Küss.

  9. Aeron disse:

    Não me julguem…
    Mas… Eu daria uma estrelinha de ouro ao Frederick…

    Pessoas que não se respeitam, não respeitam ninguém, e não merecem ser respeitadas.

  10. Cassio Ferrari disse:

    melhor tortura que eu já li aqui no site

  11. Hioni disse:

    Principe,pq vc não me adiciona em seu facebook?Ou vc não entra com muita frequencia?

    • Eu tenho Facebook? rss São tantas redes atualmente que confesso não lembrar de todas as quais pertenço… Verificarei, mas eu acesso com frequência apenas a página do site no Facebbok: https://www.facebook.com/Wampir.os.vampiros.existem

      • Hioni disse:

        Bom tem um com seu nome e sua foto ,deve ser um fake que fizeram de vc,a proposito pq tu não faz um facebook?seria ótimo ter o senhor por lá,seria bom para manter mais contato conosco,nós que lemos o wanpir,sei que tens um e-mail,mas um facebook seria mais prático,aposto que as meninas iriam adorar,eu iria ; )

  12. Hioni disse:

    aqui a pagina que achei que fosse seu facebook:https://www.facebook.com/ferdinandwulffdert?ref=ts&fref=ts