Justiça?

Continuando o caso policial: Sacrifícios diabólicos…

Desta vez não foram encontradas marcas na criança, e se não fossem as marcas de esganadura em seu frágil pescoço, muitos diriam que ela estava apenas  dormindo o sono dos inocentes. Meu ex-cunhado estava puto da vida e quando me ligou para informar de mais esta morte, ele também me perguntou se eu podia prever novamente onde que o próximo assassinato poderia acontecer. Me senti inútil dizendo que havíamos dado sorte neste, todavia, ele não se desanimou e foi a fundo na vida dos pais macabros da criança morta.

Confesso que esse tipo de situação, além de revoltante por envolver frágeis almas infantis, também instiga a minha eterna disposição ao aprendizado do ocultismo, ou como alguns chamam, magismo. Desde quando eu praticava alguns rituais com Suellen, a descoberta por novos rituais e feitiços atiça minha alma demoníaca e eu não poderia deixar de lado este caso. Qual era o feitiço que bloqueou minha entrada no quarto daquele casal? Por que a filhinha deles fora assassinada logo depois que eu a vi? Tantas perguntas e praticamente nenhuma resposta concisa…

Duas noites haviam se passado e nenhuma novidade de qualquer parte. Julie estava ocupada, Franz também tinha algo por fazer e só restava minha cria Sebastian. Eu não podia ir sozinho, no entanto levar alguém sem experiência de briga como minha cria podia piorar as coisas. Apesar disso relutei e liguei para o meu querido professor nerd.

– Boa noite professor, afim de uma boa briga hoje?

– Herr di Vittore…

– Hahaha fazia tempo que tu não me chamavas assim, mas e ai vamos dar uma de Indiana Jones esta noite?

– Você sabe que prefiro “viajar” nos meus livros, a fazer algo pessoalmente. Porém, diga no que posso lhe ajudar meu senhor, você é meu mestre e lhe devo minha alma.

Detesto quando Sebastian faz esse terror psicológico, mas às vezes eu sinto que preciso tirar um pouco a poeira de seus músculos…

– Estás no lugar de sempre? Passo ai em 5 minutos, tudo bem?

– ok ok herr di Vittore…

Como eu já esperava, ele não demonstrou a mínima vontade para sair de sua rotina. Porém, como eu disse antes, eu precisava de alguém e nessas horas o negócio é por o manual de regras vampirescas embaixo do braço e ir atrás de quem pode te ajudar. Mesmo que seja preciso forçar um pouco a barra, como eu quase sempre faço com o preguiçoso Sebastian. Então para economizar tempo fui de moto e cerca de uns 6 minutos depois eu estava no estacionamento de uma das bibliotecas da cidade.

Sendo a ligação entre senhor e cria algo extremamente poderoso, eu praticamente senti a presença de Sebastian logo que tirei o capacete e olhei melhor ao meu redor. Alguns passos depois e lá estava ele com seus óculos sem grau, sua camisa xadrez, barba por fazer e tudo mais que o pudesse disfarçar em meio aqueles acadêmicos.

Cumprimentamos-nos rapidamente e depois de alguns minutos o convenci de ir para algum lugar, a fim de vermos as possibilidades com relação ao caso. Então, fui para casa, troquei de roupas, peguei o carro e cerca de 30 minutos depois estávamos voltando a casa onde toda esta investigação, ao menos para mim, havia iniciado.

Antes mesmo de chegar ao local, vários carros da policia passaram por nós e como nunca fui de duvidar de minha intuição resolvi ligar para o delegado. Como o telefone tocou várias vezes e eu não tinha o contato de sua delegacia, eu apenas resolvi continuar nossa incursão. Já próximos do lugar, havia uma barreira policial e sim, os carros que passaram por nós faziam um cerco na tal casa, que visitamos outrora.

Estacionei o carro a poucos metros do lugar, mas o meu telefone tocou em quanto pensávamos no que fazer. Era o irmão de Beth, contando que o tal pai da garota havia confessado o crime. Ele não resistiu e depois de ver as fotos de sua filhinha morta, disse que se arrependeu do que havia feito e que aquilo precisava parar. Dedurando em seguida todo o restante do grupo (culto).

Confesso que para mim o crime contra crianças é algo imperdoável e eu queria muito por minhas presas no pescoço daquele infeliz. Me diga leitor, que justiça será feita apenas pondo tal assassino atrás das grades? Se ao menos esses marginais vagabundos trabalhassem ou fizessem algo de útil a sociedade… Humanos brasileiros e suas leis idiotas…

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

21 Resultados

  1. GiuliaChrs disse:

    Infelizmente a lei nesse país é muito fraca. Há diminuição de pena se o assassino confessa o crime? Acho que fazer mal a uma criança é imperdoável, porque se trata de um ser que mal sabe o que é a vida, que nem tem como se defender desses covardes. Realmente lamentável, um cara fazer algo desse tipo e ter o direito de permanecer vivo. Essas coisas me revoltam ><

  2. Nando. disse:

    Nossa, e pensar que a lei no Brasil é uma coisa inutil ¬¬ as vezes dá até raiva de como eles tratam os crimes por esse país, mas fazer o que né. Pelo o que eu sei quando confessam o crime a pena fica um pouco mais level mas deveria ser ao contrario, sacrificar crianças é uma coisa muito cruél, se fosse eu não me segurava e na primeira oportunidade matava esse “pai” se podemos assim chama-lo… Galego tem histórias fascinantes para compartilhar conosco 😀

    • GiuliaChrs disse:

      Da cadeia esse cara não passa… Eu acho. E sim, as histórias são fascinantes. Prendem a atenção do início ao fim.

  3. Beleza Eterna disse:

    Excelente….e triste ao mesmo tempo =\….

    Queridinhos e queridinhas : EXCLUI todos os meus contatos por tempo INDETERMINADO para ”reavaliar” algumas coisas ;D….
    Quem ainda quiser manter contato, avise-me por email ^^….
    Até +.

  4. Beleza Eterna disse:

    Desculpe pela propaganda querido vampir rsrsrsrs….

    Bjs a todos ;*

  5. Carla Silva disse:

    infelismente meu querido esta e a realidadeda vida , pra mim este merecia cadeia e sofrimente bastante

  6. Hellena Lamonier disse:

    Obrigado pela parte que me toca _ a justiça tem como dever faser com que o ser seja punido e reconhecer o ato tem o papel de punir piscicologicamente e pense bem se vc mata ele vc o liberta ja que não deixa ele sofrer as consequencias então viver ja e um martirio como sua filha ñ volta mais e ele vai carregar essa culpa eternamente.

  7. christb17 disse:

    Estou de volta! ha! rs
    Realmente imperdoável crimes contra crianças Ferdinand. Tanto humanos como outros seres que possam cometer esse tipo de atrocidade.
    Mas vc já pensou em ser um “justiceiro” Ferdinand? Com suas habilidades e td mais seria imbativel, nao?

    xoxo

  8. fabiana lee disse:

    Esses certos tipinhos deviam pegar prisão perpétua, pois assim penariam o resto da vida
    atrás da grades, e remoeriam, e pensariam em tudo o que fizeram, iriam sofrendo aos poucos, cada dia seria uma tortura pra eles…. mais as vezes a morte para eles nem se,pre é a solução porque de qualquer forma a alma deles já estaria condenada mesmo…! beijokas darlings!

  9. Shamira disse:

    Olá á todos! Sou nova por aqui, estou “revirando” teu site sr. Di Vittore. Tua cria é um aparentemente fascinante. Até breve.

  10. Ailie Gawaine disse:

    Olá,
    Bom, deixando aqui a minha insignificante opinião.
    Obvil que a justiça não sera feita, afinal estamos falando do Brasil e das leis do Brasil, daqui alguns anos aposto que ele já estará solto nas ruas novamente, mas fazer o que quando falamos de nosso caótico e distorcido país? Mas bem se o tal sujeito não for “Bem de money” provavelmente ele ficará alguns anos preso, até as prisões estiverem com super lotação e eles soltarem alguns dizendo “boa conduta”. Mas tai ai, se eu fosse o Kira matava todo mundo e relax – Brinks *-* mas dava uma boa sura nesse infeliz aproveitador desgraçado, no minimo. É acho que é isso, apesar de ainda achar a ideia de vê-lo pingando e agonizando, e se asfixiado com seu próprio sangue até a morte uma ideia muito sedutora… XDDDD

  11. Filipe disse:

    oi estou chegando no blog hj bom como vcs podem ver meu nome é Filipe gostei muito do seu bloge tb tenho umas perguntas a fazer bom vou fazer só uma por agora q eu estou curioso de mais vc n é sangue puro né? pq vc disse qtem mestre e se eu n me engano sangue puro ja nasce vampiro certo? há eu disse uma mais esquece quantos anos vc tem? me desculpe tantas perguntas 😀

  12. LellaMorais disse:

    Brasil é Brasil não é mesmo Príncipe ? Digo apenas isso.. Porque sabemos como é.. Lembro da minha irmã que foi assassinada lembra ?! Enfim..

  13. boetzelaerlensh disse:

    Sebastian faz o que na “vida” dele? É um professor/universitário? Um rato por informação, não ficaria parado em pleno século XXI, creio eu.

    • QUem sabe ele te responta isso nas próximas noites, estou tentando fazer eles passarem mais vezes por aqui… Sim, ele devora informações, transpira equações e se diverte em confabulações. Não era pra rimar mas me empolguei aqui na descrição da minha cria rss

  14. Filipe disse:

    bom esquece de botar a virgula ali ai ficou parecendo como se eu ja sabia a sua idade, ou seja eu perguntei quantos anos vc tem…. é acho q ele n esta mais respondendo deve ter viajado. Lella Morais me add no facebook é Filipe Manson.

  15. Sabrina Leal disse:

    Infelizmente moramos em um país que as pessoas boas sofrem e as ruins tem uma vida maravilhosa, infelizmente não tem pena de morte, porque com certeza seria o que ele merecia.

  16. Gosto de casos investigativos, mas nesse eu nao sei se manteria a cabeça em ordem ao encontrar os culpados.

  17. fabiana lee disse:

    É verdade , fer sabe eu não sei o que faria se eu pegasse um filho da mãe desses não viu , acho que sua vontade é de matar um meliante desses não é mesmo fer , mais como é de costume , a polícia sempre cuida de tudo rsrsrs