Livro, wattpad e a volta dos VampiroCast

Hey minhas queridas leitoras, fazia muito tempo que eu não gravava um VampiroCast e confesso que estava com saudades deste tipo de produção. Como alguns sabem tenho diversos passatempos como fotografia, mecânica de motos, armas, escrita e além destes, também gosto muito de música.

Certos amigos me dizem que tenho um gosto muito peculiar para os sons do mundo, que sou “diferentão”, um “hipster das sonoridades modernas”… mas convenhamos, a internet facilitou muito o acesso a esse tipo de material. Antigamente não havia esse conceito de bandas, havia apenas alguns poucos que dominavam tais técnicas e se apresentavam nos grandes concertos ou eventos exclusivos. No qual apenas alguns poucos e abonados tinham acesso.

Ainda falando do meu gosto musical e respondendo há alguns que me perguntaram, eu prefiro os sons mais clássicos e pesados. Não curto sons populares, então tu nunca vai me ver numa roda de pagode, a menos é claro que esteja naquele tradicional “papo de buteco com os parça”. No qual aliás tenho frequentado com menor frequência. Sobre os tais sons clássicos que ouço eu não falo de Mozart e afins, mas todas as variações possíveis do Rock. Elvis, Ozzy, Beatles, Lordi, Helloween…

Por falar em Lordi, usei duas faixas do último álbum deles (Amen’s Lament to Ra II e Arm Your Doors and Cross Check), como pano de fundo deste VampiroCast. E no início tentei cantar a primeira frase da música The Sound of Silence do Simon & Garfunkel. Já no decorrer do VampiroCast falei um pouco mais do meu momento atual de existência, onde também agradeci vocês pelas leituras e comentários com relação ao meu livro Ilha da Magia, lá no Wattpad.

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

14 Resultados

  1. Sophia Machemer disse:

    Que bom ouvir tua voz novamente ja estava fazendo falta

  2. Natalia Sarint disse:

    Muito bom ouvir tua voz novamente ferdinand! Cantas muito bem hahahahah

    • Natalia Sarint disse:

      Gente! Seu gosto musical é ótimo hahahahah cada dia ouço em comum ou vicio mais em suas musicas! The sound of silence❤️ The house of the rising sun ❤️ . Por ter vivido tanto tempo, deves conhecer muitas coisas da vida!

      • Ferdinand W. di Vittore disse:

        Ahh bem mais ou menos minha cantoria, mas de música eu conheço um pouco, pelo menos sobre estas mais alternativas =)

  3. Karen Von disse:

    Opa!! bom te ouvir de novo, adorei a trilha sonora!! o livro ta bom de mais, parabéns amado!

    • Pois então eu adoro fazer VampiroCast, pena que o trabalho triplicado com relação ao restante do material que publicamos aqui. Porém a ideia é fazer em maior quantidade este ano 😉

  4. Fernanda Lima disse:

    Cantou muito bem. Quase dormi com sua voz mansa ?
    Amei essa música final é chamativa.

  5. Cassandra disse:

    Comecei a ler o seu diário , tive que interromper a leitura por um tempo mas retomarei em breve. Devo dizer que está de parabéns Ferdinand consegue colocar seus pensamentos e descrições com boa estrutura, o que leva a uma leitura simples de compreender cada momento que viveu. Agora em relação a sua pergunta sobre ser real… Na minha opinião pessoal alguns aspetos que tenho observado, detalhes na escrita até emoções que passa… Penso que foram momentos reais descritos nesse livro.

  6. Jacktheripper disse:

    Ferdinand você parece se importar com o que acontece na vida de seus leitores certo?
    Sabe o que tem acontecido na minha?
    Nada isso mesmo nada, nenhum tipo de aventura, nenhuma decisão importante, a minha “vida” se resume a nada
    E quanto aos meus “momentos” estão cada vez piores
    Eu faria qualquer coisa para ter um mínimo de emoção possível na minha vida
    E é ainda pior quando as pessoas a minha volta tentam me convencer que uma vida pacifica e segura é uma vida perfeita
    Eu me mataria se pudesse, mas eu não posso alguma coisa me empede, todo o dia no meu caminho para a escola eu penso : que ótimo seria se algum raio me atingisse ou se algum carro me atropela-se pelo menos aí eu seria livre
    Eu mataria quantos humanos podres fossem necessários para ter a vida que você ou qualquer outro vampiro tem

    • Olá Jack, certamente para tudo na vida de um humano há um tempo e um limite. Com certeza atualmente poucos tem a chance de ter uma família que se envolva frequentemente em aventuras, mas isso não é de todo ruim. Apensar disso, ter uma vida onde há sossego e tranquilidade também é sonho de muitas crianças ou adolescentes que vivem em zinas de guerra. Tens lido sobre o que tem acontecido na Europa? Sabias que muitos adolescentes não tem onde dormir ou comer? Se quiser uma dica aproveite tua tranquilidade para estudar, aprenda tudo o que puder sobre o mundo e quando tiver maior liberdade viaje e conheça o mundo. Somente assim para se ter uma vida digamos agitada na medida certa.

  7. fabiana lee disse:

    Quanto tempo nao entro aqui …. saudades de tudo isso , do Ferdinand com essa voz encantadora … do Franz , Eleonor …. Frederick… bem , ca estou eu de novo e dessa vez e pra ficar ….

  8. fabiana lee disse:

    Como sempre essa voz me arrepia rsrsr como e bom ouvir ela de novo ☺?