Mais algumas lembranças de Becky –  Final

Algumas horas se passaram, tive tempo de analisar tudo o que havia dentro daquela sala. Pela janela percebi que estava a algumas horas do amanhecer e imaginava alguma maneira de sair daquele lugar. Estava apreensiva pelo que poderia acontecer em seguida. Até que finalmente alguém abria a porta. Mas, de súbito paralisei e meus instintos farejaram algo familiar como se eu já conhecesse quem entrava. Virei-me devagar. Ela me observava como se pudesse ver-me por dentro.

Durante alguns minutos permanecemos assim, olhando uma para a outra.

-Sente-se Rebecca… Humm, agora entendo porque fui deixada para trás. É muito mais bonita pessoalmente.

Olhei-a com desdém. Também era uma vampira tão bonita quanto eu, porém mais velha e mais forte. Era um pouco mais alta, tinha os cabelos longos e loiros, em contraste com sua pele morena- pálida.  Mas, o que queria comigo, afinal?

– Não sou uma inimiga. Queria apenas vê-la. Logo vai poder sair daqui e seguir seu rumo. Assim, como irei seguir o meu. Mas, antes preciso lhe falar algumas coisas. O mais engraçado, é que tudo o que sobrou da minha vida está fragmentado em você. Todas as minhas lembranças. Toda a vida que eu não vivi. Mas, eu tive sorte ao final… Quando você nasceu, eu já estava transformada, Erner era “amigo” de sua família, e eu também era, sim, conheci seus pais Rebecca. Mas, ele imaginou todo o seu futuro e ficou obcecado por você. Ele era assim, sua possessividade o fazia manipular suas vitimas ao máximo até tê-las totalmente sobre seu domínio. Mas, com você foi diferente, ele te acompanhou desde sempre, teve você nos braços ainda criança, e então, cansou-se e me descartou. De certa forma ele te amou.

– Eu já sei de tudo isso. Olha, eu não tenho culpa do que possa ter te acontecido.

-Não, não tem. Por isso precisava olhar nos seus olhos. Eu não o amava como você o amou, mas mesmo assim, não pude fazer o que fez. Eu vim te agradecer. Pois, deu aquele homem o seu destino merecido.

-Já acabou? Já falou o que precisava?

– Espero que compreenda e me desculpe pela maneira que lhe trouxe até aqui.

Dei uma risada nervosa, olhei para aquela que eu conhecia como “Sophie”, e sai daquele lugar o mais rápido que pude. Tudo aquilo era estupidamente desnecessário. Ela veio me agradecer pelo sofrimento que causei a quem mais amei, mesmo com tudo o que havia me feito, e aquilo mesmo que eu não quisesse, me dilacerava e doía.

Você pode gostar...

15 Resultados

  1. (w) Lilian K. disse:

    Nessas horas eu me pergunto “Para quê, não é”. Que desnecessário.

  2. simplesmente humana disse:

    cada vez me impressiona mais ,essas histórias ,ou direi acontecimentos.porem tenho muitas perguntas,vampiros não possuem coração em funcionamento porém os sentimentos de dor ódio tristeza solidão existem ,estou certa disso?alguem pode me esclarecer….

  3. simplesmente humana disse:

    dankeschen.por me esclarecer,pois não havia visto dessa forma,achei que o coração de alguma maneira estaria junto aos sentimento é tal.mas vejo que eu pensei como humana,e para nós acredito que muitas vezes a tristeza aperta e afeta o coração.

  4. Hum, não posso deixar de comentar a observação de meu querido Ferdinand. Tendo em vista que muitos leitores manifestaram a curiosidade por saber mais detalhes de minha história, eu a relatei da maneira mais profunda possível para que pudessem não apenas ler, mas também sentir ao menos um pouco, as minhas vivências passadas. No entanto, para que não confundam o meu passado, o que eu era, com o que sou hoje e com o que me tornei, eu e Ferdinand, em uma reunião casual, resolvemos relatar acontecimentos mais atuais nos próximos contos. Espero que curtam. E claro, as andanças e trocas de experiências com Hector certamente só me tornaram mais sádica e maluca do que sou 😛
    Beijinhos.

  5. Ana Julia Petrova disse:

    Eu gostei desse final! Surpreendente!! Meio estranho o jeito que a Sophie que ‘contatou’ se é que posso dizer assim…

    • Obrigada Ana ^^ É foi meio estranho sim, e foi o que me deixou com o pé atrás sobre ela, mas como falei hoje a compreendo melhor. Além disso, quando tiver a oportunidade, contarei como andam as coisas entre nós… 😉

  6. Sellene Bernard disse:

    Fazia tempos que eu não visitava o site. Gostei muito das novas histórias e das novas vampiras 🙂

  7. Leminskir disse:

    acertei…

  8. Daniel disse:

    Preciso falar com algum de vocês urgentemente.

  9. alex disse:

    cada vez mais interessante por aqui…