Passeio

” muitos dizem que sabem o que são vampiros, são tolos, na minha opinião. Digo -vampiros- não aqueles de historias fictícias, mas sim os verdadeiros vampiros…me entende? creio que não! humanos não sabem distinguir uma legitima raça vampiresca, apenas crêem naquilo que lhes foi contado…estou errada? provem-me o contrario. vampiros se manifestam lentamente, em meio a seres humanos, disfarçados…porem, não são aquilo que contam historias fantasiosas…vampiros, assim como os humanos podem ser maus, porem a maioria deles não se inferiorizam a tal ponto, nós vampiros temos nossos princípios, matar nossa própria espécie é crime, matar humanos é terrível…nós vampiros vivemos a noite sob o brilho do luar, também vivemos durante o dia, talvez ate mesmo do seu lado sem que você perceba…somos assim, fazer o que? não somos assassinos, não pense isso de nós, somos apenas anjos descriminados, que fazem muito por vocês, humanos…não vou contar mais porque perderia a graça,…sei que muitos não acreditariam em minhas sinceras palavras, não ligo para humanos tolos…apenas digo: se duvida de mim, olhe ao seu redor, talvez você encontre uma resposta!”

Belo texto, não? Ele foi feito por um dos membros do site, chamado Velkan Vallerius e é com esse espírito que começo essa postagem…
Monica fiquei um tempo afastado, pois estive mais uma vez atrás de respostas. Desta vez fui ao interior de SC em terras onde foram avistadas algumas possíveis “bestas” e outra vez foi alarme falso, mas pelo menos fiz uma coisa que não fazia a tempos. Matei a saudade em cavalgar a cavalo pelos campos verdes a luz da bela Lua.
Estou trabalhando novos textos, novas histórias e inclusive uma gravação de áudio com minha voz, sei que muitos querem saber mais de mim, de onde venho, para onde vou, mas quem sabe um dia eu apareça em público. Se bem que já faço muito isso…
Por hoje vou por os e-mails em dia e amanha eu posto mais um dos meus textos divertidos^^
Kuss

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil.

Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos.

Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: https://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. th disse:

    te sigo 😉

  2. monica disse:

    Sê bem vindo novamente! de verdade que fikei um pouco assustada com todo este tempo que desapareces-te! Mas agora compreendo esta tua ausencia! Mais uma vez gostei deste texto! É verdade que gostava de saber um pouco mais de ti, mas tambem entendo que para tua propria segurança não o possas fazer…. o que é pena!!! Como tu proprio dizes quem sabe um dia…. Era muito bom que neste mundo onde os que são diferentes por algum motivo, nãop fossem tao descriminados como são….mas….é o mundo que temos!! Mas a essas pessoas que axam que os vampiros são monstros eu pergunto…. e os humanos que matam outros humanos?? A esses o que lhes chamamos? Mas o facto é que muitos continuam a viver entre nos e aceitamo-los….. È triste!!!!!!!! Beijão Galego

  3. gabih disse:

    galego,eu nao acho que os vampiros sejam terriveis monstros…sim eles matam …por que e preciso..
    mas e os humanos?? que matam muitas vezes so por diversao ….
    bejao