Sangue frio – Final

Quando Hector chegou, eu já estava com minhas malas prontas. Confesso que, estava empolgada por saber que teria a companhia de minha amiga novamente. Hector também pareceu animado com a viagem, já que precisaríamos encontrar Lilian em um ponto mais perto de onde ela estava. Mas, deixou transparecer que não gostaria de ficar muito tempo fora do litoral. Alugamos um jato particular e partimos a noite. Durante a viagem, concluímos que nossos trabalhos juntos estavam chegando ao fim. Mas, não falamos do assunto. Logo que chegamos, alugamos um galpão temporário por meio de alguns contatos que tínhamos, onde realizaríamos nossas atividades. Antes de Lilian chegar, estávamos preparando os equipamentos e nosso sangue já estava fervendo. Nossas próximas vitimas eram um tipo de gente imunda, e nossas preferidas, pois com elas não nos restavam nem um pouco de piedade. Em determinado momento, em minha distração, não percebi que Hector me observava:

– O que foi Becky? No que está pensando?

– Eu? Talvez no mesmo que você Hector.

-Hum, na verdade acho que nem imaginas o que há em meus pensamentos, pequena -Falou sarcástico.

– Ao menos posso deduzir, não é mesmo? – Falei provocando-o.

– Bom, de certa forma eu entendo.

– Entende? Acho que não. Hector eu preciso…

Hector veio em minha direção, interrompeu o que eu iria dizer, e me surpreendeu com um beijo, ordenando em seguida:

– Tudo bem. Agora vá receber a Lilian, ela já chegou.

Abri a porta para Lilian revirando os olhos. Odeio quando me dão ordens. Mas, ao ver minha amiga, nos abraçamos feito duas bobas. Hector sem paciência foi direto ao ponto:

– O que temos aqui querida Lilian?

– Os presentes que lhe prometi.

Foi então, que vi a empolgação nos olhos de Hector novamente. No porta malas do carro havia dois pobres imundos. Mais assustados do que eu imaginava, a considerar o que praticavam. Lilian sentou-se e assistiu de camarote. O cenário estava montado. Duas velhas macas de hospital, nossos velhos bisturis, alicates, facas de corte muito bem afiadas, alguns fios de arame farpado. Hector e eu até nos vestimos divertidamente com jalecos e luvas, fazendo Lilian rir de nosso teatrinho. Amarramos nossas cobaias nas suas respectivas macas com os fios de arame. Hector iniciou a sessão cortando as roupas fedorentas daqueles seres…

-Querido Hector, imagino que saibas contar?

– Hahaha Mas é claro! – Falou olhando- me com seu jeito sacana e tentador.

-Então ajude-me por favor?

Um, dois, três… Arranquei os dentes daqueles infelizes. Quatro, cinco, seis…um a um e muito lentamente.

– O que acham de virarem nossas bonequinhas particulares?- Disse Hector para ambos, com uma expressão demoníaca, assim que terminei meu trabalho.

Cortamos a sangue frio, os braços e pernas daqueles infelizes, que já não tinham forças para gritar. E costuramos algumas próteses fajutas de pano no lugar. Costuramos também seus olhos. Decidimos que antes de matá-los, eles deveriam provar do próprio veneno. Deveriam sofrer e sentir o que sentiam aquelas pobres crianças. Após mais alguns detalhes, nossa obra de arte estava pronta. Lilian resolveu “tomar um ar” e eu fiquei em seu lugar. Peguei um cigarro para mim e observei todo o trabalho de Hector, que não pareceu nenhum pouco incômodo com minha presença. Eu de certa forma, diverti-me com os sons aterrorizados que aqueles coitados faziam cada vez que eram tocados e violados. E ao final, até ajudei Hector a lhes dar uma bela surra e a pendurá-los para deixá-los morrer lentamente, enquanto todo seu sangue escorria por meio dos cortes que fizemos no pescoço de cada um. Servidos, até brindamos ao cumprimento de nossa missão. Por fim, limpamos o local e Hector se encarregou dos corpos.

– Bom, hoje teremos que ficar em um hotel. Partimos assim que anoitecer? – Disse Hector.

– Obviamente, não temos mais nada para fazer aqui. – Respondeu Lilian – Esse lugar me deixou depressiva.

– Vampiro lá tem depressão? – Falei rindo.

E caímos na gargalhada. Eu e Lilian dividiríamos o mesmo quarto. Mas, pedi para encontrar-me com ela lá depois, e fui conversar com Hector.

– Estava te esperando. – Disse ele, quando bati na porta e entrei.

– É eu imaginei.

– Venha cá.

Sim, eu não me encontrei com Lilian no quarto. Hector e eu passamos o dia lá, emaranhados um no outro matando nossa sede e desejos. Quando anoiteceu, Hector demorou-se para levantar. Encontrei Lilian que ficou me enchendo de perguntas, pegamos a caminhonete e partimos. Quando Hector acordou, imaginei que deve ter apenas encontrado o meu bilhete:

“Querido, o jato particular está lhe esperando para que possas retornar ao litoral. Eu e Lilian fomos de caminhonete, pois tenho alguns lugares para visitar. E…Isso não foi uma despedida. Beijinhos. Até mais, quem sabe…”

Você pode gostar...

18 Resultados

  1. Ana Julia Petrova disse:

    Que final incrivelmente fofinho! Como dizem minhas amigas “eu shippo” a Becky e o Hector! Finalmente aqueles infelizes tiveram o que mereciam!! #Bector

  2. Hahahah Obrigada Querida! Adorei o #Bector 😛

    • Ana Julia Petrova disse:

      Becky, vi que botou minha brincadeira no twitter! Haha adorei! Tu achas que isso poderia tornar-se real? Para o Hector a mesma pergunta!! Ah, lembrei-me de uma coisa, só eu ligo a imagem do Hector ao Hector de Piratas do Caribe? (Capitão Barbosa) Não sei o porque disso, mas…

      • Hahahah Só vi seu comentário agora minha querida Ana! Hector e eu somos bons amigos e companheiros nas missões, mas como falei não somos nada românticos e valorizamos nossa liberdade, porém nada é impossível 😉
        Engraçado associá-lo ao capitão Barbosa, mas acho mais parecido com o Jack Sparrow, porém menos engraçado e mais moderninho…uheuehu

  3. simplesmente humana disse:

    Olá,final realmente merecido aos vermes,e vcs fazem uma equipe e tanto.Sinto cheiro de romance no ar heim…Parabéns novamente a vcs.,.,

  4. Ana disse:

    Imagem do vampire knights ^^

  5. Anny wesker disse:

    Adoorei, final incrivel 🙂
    dupla perfeita vcs dois. :3
    tambem shippo #Bector
    Bjinhosss… 😀

  6. Anny wesker disse:

    Adoorei, final incrivel 🙂
    dupla perfeita vcs dois. :3
    tambem shippo #Bector
    Bjinhosss… 😀

  7. Romance? Hahaha… Por enquanto cada um resolveu seguir seu próprio rumo, meus queridos. Mas, talvez tenhamos futuras aventuras para compartilhar com vocês… quem sabe? Mas, definitivamente, nem eu e muitos menos Hector somos românticos 😛 Rsrsrs

  8. Que bom que gostaram do final dessa história. Realmente, eles tiveram o que mereceram 😉

  9. Ketha disse:

    ta parecendo uma da quelas novelas mexicanas se isso foi apenas uma historia espero que aconteça se não foi parabéns senti um pouco de gentiliza e sempre bom pra alguém que nn possuía memoria

  10. Rafinha_Sy disse:

    @erinchan Volte aqui, Kaname Kuran está na foto temática (se assim eu puder chamá-la) de Sangue Frio Final.
    @becky Poderosa, como sempre #Geminianas e Librianas

  11. Mary disse:

    Adoreeeeei o final rs ‘ ..