[Vampire life spoiler] Vampiros urbanos

Vocês já deve ter lido aqui ou nas minhas redes sociais sobre os vampiros urbanos e mais ainda sobre todos os tipos de vampiros. Que há sanguessugas de todos os portes, raças, credos, profissões e filosofias. Sim, filosofias, pois há aqueles que seguem as regras e aqueles tal qual os vampiros do meu clã. Os populares fora da lei, independentes, anarquistas ou como queira chamar aqueles que insistem em burlar as regras de todas as maneiras possíveis.

Havia acabado de me reunir com os administradores de uma das minhas empresas. Sou o investidor majoritário, então chamá-los para o meu quarto de hotel, protegido do sol, é algo plausível e fácil de contornar.

Fiquei puto pela queda nos lucros em dezembro, mas como todo mundo teve problemas em 2016, eu “respirei fundo” e mantive a estratégia.

Falando francamente, anos atrás eu deixava essas reuniões para o Sebastian e até entendo porque ele quis voltar ao mundo acadêmico. Haja vista, que lidar com esse povo carregado de planilhas e projeções é um verdadeiro saco.

Voltando ao mundo dos vampiros, aproveitei que Franz estava comigo e também marquei uma reunião com alguns vampiros do grande centro.

O lugar marcado foi uma loja de acessórios e roupas. Pequena, discreta e tranquila até o último raio de sol (dizem). Assim que as luzes dos postes se acendem um pequeno led vermelho é acesso próximo de uma porta, indicando a abertura do lugar aqueles que possuem convite.

O convite é enviado por whatsapp junto da localização e uma senha individual, que permite a abertura da fechadura eletrônica.

Ao entrar pelo corredor estreito, ao menos aqueles que ainda possuem olfato, percebem de imediato o sobrenatural. Difícil explicar o odor atordoante, tão físico e que desperta sentimento de amor, medo ou desejo simultâneamente.

A certo ponto as escadas penetram cada vez mais o subsolo e se expandem exibindo paredes de pedra crua e de pavimentação antiga. Alguns candelabros antigos de metal surrado pelo tempo, suportam velas de cera artesanal e aromatizadas com essências diversas vegetais. Dando um clima fresco e revigorante.

Depois de três ou quatro andares abaixo da rua passa-se por algumas portas e finalmente é possível ver o grande salão. Vários vampiros, bruxas e lobisomens interagem como se fossem humanos e nem preciso dizer que depois de muito tempo eu via Franz com aquele brilho no olhar. Tal qual nossas festas e encontros de uma época remota, onde ele ainda era responsável pelo castelo do Barão.

Engracei-me numa pseudo bruxinha e sai com ela a tempo de voltar para o hotel. Franz até onde o vi estava prestes a tirar a calça numa aposta…

I will live for a thousand years
I will live for a thousand years
I will live for a thousand years…

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

12 Resultados

  1. Ronald Santos disse:

    Se vc fala varios idiomas pq fez o site em portugues seria melhor para vc se fosse em engles sei la
    Bateu a duvida

  2. Boa tarde ou dia (tanto faz) Sou novo aqui e mandei um email pra você hj..
    Finalmente achei um blog que parece ser real, nao esses montes de baboseiras sobre vampiros que nao tem nada haver e nao passam de mentiras esfarrapadas, enfim! Sr Ferdinand, sei que você nao me transformaria em uma criatura da noite assim como todos desejam, mais pelo menos poderia me dar dicas de algo ou alguem que possa me transformar? Minha vida é tipo daqueles personagens de filmes que só se ferram saka? Agora so como e durmo.. É algo que não faz mt sentido mais, devido a depressão e varios fatores que ocorrem no meu cotidiano, e creio que o vampirismo me ajudaria pois precisarei obedecer meu mestre, seguir regras de clan etc.. Então é isso hehe, não vou desistir de ser um de vocês pois é algo que começará a fazer sentido na minhq vida, e quando for prometo obedecer todas as regras ( estou disposto a tudo ) .. Deixo tudo para trás para viver com vocês e ser um de vocês ^^.. Atenciosamente Ruan.

  3. Geuza SS disse:

    Pseudo bruxa? Existe tipo assim? rs… faz lembrar aquelas loucas que pregam que eram netas de bruxas, filhas de bruxas, e portanto são bruxas de sangue, tipo wicca, tipo perfumaria…
    Ser magista requer muito mais que lendas… brincadeiras a parte….
    Soube que um dos seus andou ou anda se expondo mais do que deve…foi avistado varias vezes em Copacabana, a fonte não é de nenhum adolescente querendo ser vampiro, ou do qual eu mesma não daria créditos, a pessoa tem idade suficiente para ter passado pelas loucuras e “viagens” e anda observando a movimentação…

  4. Geuza SS disse:

    Realmente se gostam de se expor, cada um com sua sentença…
    A empolgação faz parte de todo humano, seja no que for sempre quando uma pessoa se envolve ela acaba ficando empolgada, sei lá como você mesmo diz, cada um com seus problemas, cada um com sua empolgação. 😀

Deixe uma resposta