Tag: café

A bruxa sumiu – pt2

Iniciei minha noite ouvindo um pouco de Heidevolk… “De zon wordt zwart In zee zinkt de aarde Uit de hemel vallen Heldere sterren Damp en vuur Dringen dooreen Hoog tot de hemel Stijgt een hete vlam” Marie-Arthur du Buet foi a primeira testemunha que consegui contato. Liguei falando do caso, no início ela ficou receosa, mas talvez pelo fato dela ser irmã de sangue da desaparecida, me permitiu um bate-papo num café. Naquela noite uma inquietante névoa solida pairava pela cidade, o vento não era frio e decidi ir de... Continue lendo