Tag: fogo

Sensitiva, a história de Aidê – Final

Leia a parte anterior 24/10/19xx – Incêndio nos jornais da cidade, Rio de Janeiro, com a revolução que implantava o Governo Provisório, em 23 de Outubro de 1930, deu origem a vários distúrbios civis na cidade, sendo alvo de incêndios os Jornais “O País”, “A Noite”, “Jornal do Brasil” e “Gazeta de Notícias”. Fazia mais calor que de costume no Rio de Janeiro. Uma espécie de brisa forte castigava meu corpo e provavelmente foi isso que me despertou. Ao abrir meus olhos eu ainda sentia um pouco de dor das... Continue lendo

A vampira pin-up – pt3

Algum tempo depois eu me lembro de estar jogado ao chão e com a cabeça em cima de uma almofada. Quando sinto um empurrão na perna direita. Era Eleonor que estava toda desarrumada, eu por outro lado ainda estava nu e com sangue por todo o corpo. – O que havia acontecido comigo – Pensei confusamente. Então minha bela morena me ajudou a se levantar, empurrou as roupas para meu colo e disse para se arrumar. Ao nosso redor todos ainda estavam pelo chão, porém vários estavam machucados, muitos gemiam... Continue lendo

Demônios e um sequestro – 3 de 3

Depois de ser “liberada da possessão” a camareira precisou receber os cuidados dos poderes mentais de Franz, que na sequencia saiu junto de H2 para fazer alguns preparativos para nossa busca. Fiquei com Julie no quarto, na expectativa de que ela acordasse de seu transe e me fornecesse mais dicas sobre o que poderíamos fazer. Não tardou e cerca de uns 20 min mais tarde ela reabria seus lindos olhos e antes que eu lhe dissesse qualquer cousa ela me fala: “Detesto estes momentos, ficar desacordada e sem o controle... Continue lendo

Demônios e um sequestro – 1 de 3

Em todos os meses deste 2012 anno Domini, fora meu smartphone o grande culpado por me transmitir a maioria das notícias ruins. Então, esta história não poderia iniciar de outra forma se não assim… Estava eu cuidando da parte burocrática de uma de minhas fabricas, quando o smartphone com chip do Brasil tocou. Inclusive me assustando, haja vista, tamanha concentração que eu empregava em algumas contas e conferências. Ao perceber que era Eleonor, atendi, liguei o viva voz e antes mesmo de dar boa noite fui surpreendido de outra forma.... Continue lendo

A morte de um mago – 1 de 2

Boa noite senhoritas e seres masculinos, antes de tudo peço desculpas por minha ausência no blog, no entanto, ao lerem o texto abaixo entenderão o por que… Meu smartphone tocou logo depois que o sol se pôs e enquanto eu ainda estava naquele profundo sono dos mortos. Três toques, atendi, mas de inicio foram apenas alguns ruídos produzidos pelas falhas do sinal. No entanto, depois de alguns instantes enfim surge a voz baixa e desanimada de Franz, que sem saber como me falar direito, preferiu não se enrolar e deu... Continue lendo

Em busca da vampira assassina. Parte 1 de 2

Reunimos o grupo pegamos um jatinho e depois de um voo tranquilo sobre a Amazônia brasileira chegamos a um cais onde um carniçal do Hector nos aguardava com um barco. Não sei dizer com precisão se já era Suriname ou se ainda estávamos no Amapá, o importante é que o barco nos deixou em uma trilha de onde ainda teríamos uma boa caminhada de duas horas e pouco até o acampamento em uma caverna. Passamos o restante da noite e o dia de sábado descansando e preparando o ataque. Além... Continue lendo