Hoje é uma daquelas noites em que eu confesso perder meu chão ou parte de algumas cousas em que acredito. Era 18:15 quando um amigo me ligou para me dar uma notícia que até então não digeri muito bem: “Julie resolveu voltar para os seus antigos estudos e preferiu não se despedir.” O pior é que nem adianta eu ir atrás desse amigo, haja vista que ele deve saber menos ainda que eu…

Já faz umas duas semanas que eu não sentia a energia da bela morena e com meu instinto aflorado, como está nestas ultimas noites, eu provavelmente já deveria esperar por isso. Confesso que o seu retorno a minha não vida foi que mexeu comigo, pois fazia algo em torno de 50 anos ou mais que nãos nos víamos.

Julie foi a primeira vampira/mulher que se deitou em meus lençóis depois de Suellen e lhe devo muito na verdade. Agora é esse sumiço novamente. Como diz meu nobre irmão Franz eu não deveria desprender tanta atenção aos relacionamentos, mas fazer o que? Eu já tentei ser como ele e passar minhas noites entre várias mulheres, mas não consegui.

Acho que sou aquele cara a moda antiga, que gosta de cortejar, de demonstrar carinho e de ter alguém mais próximo. Será que isto se tornou algo fora de moda atualmente?

Podem falar o que quiser, mas acordei bem e agora estou aqui tristonho. Provavelmente ficarei por algumas noites relembrando do seu sorriso juvenil, dos seus lábios carnudos e firmes e daquele jeitinho independente, que me conquistou pela segunda vez na imortalidade.

Internet, livros, escritos, blog, facebook e twitter. Por hoje tudo perdeu a cor, tudo vai me lembrar das nossas últimas brincadeiras e traquinagens… Acho que vou dar uma volta para espairecer, quem sabe eu esbarre em algo que mude meus pensamentos, ou não…