Tag: drácula

Livros e seriados sobre vampiros

Praticamente toda semana alguém me pergunta algo sobre os vampiros e outros seres sobrenaturais mais conhecidos. Drácula, Nosferatu, Condessa Bathory ou Abraham Van Helsing… Até mesmo sobre os vampiros dos seriados mais novos, como True Blood ou Vampire Diaries ou Twilight, já circularam pelos comentários deste blog. Antes de tudo, eu preciso informá-los que por mais que as histórias sejam realmente muito bem escritas e a ponto de quase parecerem reais. Eu disse, quase. A maioria delas na verdade saiu da cabeça de algum escritor ou entusiasta do gênero. Claro... Continue lendo

Vampiros da Romênia

Olá querido leitor, hoje início uma nova etapa deste blog/site, onde irei publicar alguns textos produzidos por pessoas provavelmente iguais a você. Antes que vocês reclamem eu irei continuar meus contos e minhas histórias sobre o nosso dia a dia dos vampiros e isso é apenas mais uma forma de agregar conteúdo a este portal… Deliciem-se com o texto abaixo produzido pela minha querida Letícia (Lella para os íntimos). Ao final eu fiz algumas pequenas considerações importantes… Os vampiros romenos A Romênia é a cidade onde muitos dizem ser a... Continue lendo

Erzsébet Bathory. Vampira ou Psicopata?

Boa noite seres que me lêem, estava por ai conversando com meus amigos, sim um vampiro pode ter amigos, até que um deles o Philip me mostrou um artigo que havia produzido sobre a madame Erzsébet Bathory… Uma condessa “sapeca” que viveu um tempo atrás e deixou muitas lendas a e curiosidades a seu respeito: “Erzsébet Bathory. Vampira ou Psicopata? Erzsébet Bathory. Condessa Drácula, ou seja, lá como queiram chamá-la. Viveu onde hoje é República Eslovaca, responsável por criação de técnicas de torturas cruéis e mortes violentas, nobre até o... Continue lendo

Livros e materiais sobre vampiros

Livros e materiais sobre vampiros

É com dificuldade que escrevo este post, fazia tempo que eu não batia de frente com um peludo. Maldita besta… Estávamos tranquilos la no bar como sempre, até que apareceram dois sujeitos mal encarados, um deles fareja como se fosse um cachorro e com isso a galera já ficou de olho. Eu que até então estava no banheiro, chupando um sanguinho nem tinha percebido a movimentação. Ao sair do banheiro uma cadeira voa em mim e por reflexo tentei para-la com minha mão, e não é que a desgraçada quebra... Continue lendo