Povo segue um poema enviado pela Kiria, só para dar uma movimentada do blog e pra vocês saberem que ainda estou vivo (de certa forma) rsss

A claridade do sol ofusca meus olhos,
Deixando-me na escuridão dos meus pensamentos,
Meus devaneios me transportam para um passado não muito remoto,
Um passado que jamais voltará,
Fico praguejando contra a vida e a própria sorte,
Tento me conformar com o destino que nos separou,
Me conformar que jamais voltarei a sentir o calor de seu corpo,
Ou a sua voz a acalentar meus sofrimentos.
Jamais sentirei seu coração sob meus dedos.
Oh! Vida levaste um pedaço de mim, e deixaste me sangrando
Por um amor que jamais voltará e ser meu. Por que a morte o roubou de mim e e vida ensiste em me prender em suas teias, me forçando e seguir,
Seguir sem você,
A claridade do sol ofusca meus olhos deixando-me na escuridão dos meus pensamentos…