As tumbas dos anciões

Queria saber como a poeira consegue surgir, mesmo em lugares no qual até então havia-se um fechamento digamos hermético. Esta foi minha reação ao adentrar as tumbas onde ficam nossos anciões. Mas isso foi apenas um levantamento rápido de minha mente inquieta. Pois o havia coisa mais importante a ser feitas naquele dia ou noite.

O tempo é algo que nos ocorre de forma diferente, mas certamente a poeira é um indício de que ele continua existindo. Passei um pano molhado sobre o caixão de Eleonor. Depois por alguns instantes me debrucei sobre ele e usei todos os meus instintos na intenção de ouvir ou sentir algo.

Nada! Apenas algumas gotas que se esvaiam pela lateral da cripta ou aqueles estalos comuns das cavernas. Nem mesmo os morcegos, nossos companheiros animais mais íntimos emitiam qualquer som.

Ainda falando sobre tempo, naquela data fazia exatos 6 anos em que minha doce espanhola iniciara sua hibernação. Tanto tempo a mais estava Georg também em sua hibernação e todos os outros que por lá protegemos.

Além da breve limpeza nos caixões, aproveitei também para revisar as partes elétricas e câmeras que fazem a vigilância das criptas e antessalas. Não de novo, além de algumas lâmpadas led que aproveitei para instalar. De tempos em tempos surgem tais novidades e é fundamental que tais espaços recebam upgrades.

Pepe apareceu num determinado momento

– Hey senhor eletricista preciso de uma ajuda com umas tomadas…

– Põe na agenda minha filha, hoje to ocupado aqui.

– Aff seu sem graça era zuera, não precisa ficar bravinho não Fe.

– Sabe que fico meio nostálgico vindo aqui…

– Sei… é ali que ela tá?

– Sim!

– George tá lá?

– É… Quer que faça um passeio guiado contigo?

– Nossa mas tá chatão mesmo hoje heimmm

– Se não fosse essa maldita fiação velha aqui eu estaria mais de boas vampirinha.

– A gente não pode transformar um ghoul pra ficar cuidando disso?

– Até podemos, mas as cosias estão tão tranquilas ultimamente que eu prefiro vir aqui pra me estressar um pouco.

– Sei, sabe Fê, aproveitando. Quando que você vai voltar pro mundo? Desde o início da pandemia nós viemos pra cá e tudo parou sabe… Já tô vendo os humanos de volta nas suas rotinas e nós aqui. Já cansei dos jogos novos que baixei, já ví todos os seriados possíveis…

Fiquei calado por um tempo, digerindo o que ela falava.

– É teu tempo ne, sou sua aprendiz e preciso estar junto de ti, mas será que a gente podia dar uma variada, pelo menos indo pra alguma outro lugar.

Estava evidente ali duas questões, o tédio dela e suas idade humana. Alguém que até então passava suas noites em claro no computador e que o vampirismo trouxe um mar de possibilidades.

Poderei por mais alguns instantes, gerei aquele silêncio climático e lhe devolvi.

– Acho que podemos variar um pouco sim.

Ela me abraçou e me encheu de beijos. Como uma filha beijaria o pai, diante a promessa de algo que ela queria muito. Ao final daquela jornada em torno da manutenção das criptas eu voltei para meus aposentos na casa da fazenda. Fui para minha banheira e juntos da água quente, misturada a sais de banho eu pensei. Adentrei o amago de meus sentimentos e decidi que deveríamos voltar para o mundo. Liguei para o Franz.

19 comentários

  1. De “séculos” e “séculos” eu volto aqui. É bem nostálgico na realidade, para uma mera humana é quase como visitar a tumba dos anciãos. Mais de doze anos, quando tive o primeiro contato era praticamente uma criança que queria ser escritora ou vampira rs… infelizmente a vida adulta chega. Mas até hoje aguardo o lançamento oficial do seu livro. Sim… me diz, tem tido notícias do sr. Durand?

      • Fala pra gente como foi seu réveillon, divide com a gente suas expectativas suas experiências, não sei kkk foi só uma ideia, tipo diarios de um vampiro.
        Ei Fer, o vampiro que morreu não foi o Fred né ? Não lembro muito do Zé … São a mesma pessoa ?

          • Ahh meu sentimentos, fica um vazio né, e muito ruim perder quem amamos, esse réveillon foi legal, tbm passei em casa, nada de mais.
            Espero que fique bem.
            Mais uma vez, meus sentimentos.🥲

  2. Muito interessante essa hibernação que os mais velhos fazem, achei que era coisa de filme e tudo mais, olha Fe, espero que você me permita te chamar por esse apelido, sempre leio suas historias e acho incríveis queria até lhe parabenizar por isso e dizer para que você traga com mais frequência se puder porque são realmente cheia de conhecimento e bem legais de se ler, em uma dessas histórias que eu estava lendo não pude deixar de notar que no final de uma delas você fala sobre transformar uma de suas discípulas por assim dizer( não sei se você se recordará dessa historia) mas se não for curiosidade demais você poderia me responder se você ou o seu clã pretendem trazer novos membros? e se sim vocês procuram algo especifico na pessoa pra transforma-la? agradeço desde já sua compreensão.

    • Oi Fly, agradecido pelo acesso e leitura. Por hora tenho a Pepe como minha mais nova “ajudante” e não tenho a necessidade de gerar uma nova “cria”. Mas o mundo gira e quem sabe daqui alguns anos surja a necessidade. Isso depende muito dos rumos que a gente toma…

      • Entendo, caso algum dia você precise de mais algum ajudante(s), você pretenderia recrutar algum leitor do seu site? ou só pessoas que você conheceu pessoalmente?, pelo o quê li em alguns comentários algumas pessoas se interessam em serem transformadas e não vou negar pois eu também fiquei curioso em relação a isso…

  3. Hiiii !!! Voltei, que saudades Fer, que bom que aos poucos vc está voltando ao ritmo, confesso, que, eu estava pensando que vc havia desistido, mas, fico feliz que tudo esteja se ajeitando, deve ser difícil para você olhar para o caixão da Eleonor, e pensar o quanto seria bom em ter ela perto de vc, mas vi que isso era necessário, cara, parece que foi ontem que eu entrei aqui, e já fazem doze anos eu nem acredito quando paro pra pensar, o quanto esse assunto sobre vampiros e afins, esteve tão presente em minha vida, durante todos esses anos, e, Em como tudo me faz sentir. Bem vindo de volta Fer… Digamos rsrs
    PS.
    PEPE ESTÁ BEM EUFÓRICA, PRA DESBRAVAR NOVOS ARES RSRS… BOM DIVERTIMENTO A ELA … E SERÁ QUE ALGUM DIA ELA DARIA O AR DA GRAÇA AQUI ?

Deixar uma resposta