Minha família de Vampiros

Minha família de Vampiros

Naquele clima de família reunida no final de ano, com uma criança correndo pelos quatro cantos do lugar e todos jogados no sofá, depois de uma bela noitada. Percebi que Eleonor me olhava de uma forma diferente. Lembrei-me de imediato das épocas em que namorávamos de...
Fui traído! E agora? – pt1

Fui traído! E agora? – pt1

Tivemos muitas conversas, tive inclusive de refazer diversas das minhas contas, verifiquei muitos vídeos de segurança, até chegar a conclusão de que o inferno realmente estes cheio de indivíduos com boas intenções. Relutei muito. Larguei de lado os ensinamentos de meu...
A magia e os vampiros – pt10

A magia e os vampiros – pt10

Chegamos a Berlin na noite do dia seguinte e fomos diretamente a um dos hotéis que temos “conta”. Infelizmente, Claire não nos acompanhou, mas sinceramente acho até que foi bom, pois certamente eu me perderia em suas curvas ou ao menos passaria muito tempo tentando...
Quero me transformar em vampiro – Pt1

Quero me transformar em vampiro – Pt1

Às 23 horas de uma noite qualquer, com muita chuva e frio encontrei Penélope sentada à sala da fazenda. Na TV era exibido algum programa Teen qualquer e lá estava minha nova pupila enfia em seu inseparável MacBook Air. Entre tweets e likes resolvi incomodá-la e...
Reunião na fazenda

Reunião na fazenda

Mais uma noite na fazenda e hoje Willian virá nos visitar. Na verdade, pedi que Hector o trouxesse junto, pois passaria muito próximo de sua cidade a caminho daqui. É uma pena que Eleonor e Sebastian estejam longe pois seria praticamente uma reunião de clã. Na noite...
Hector Santiago – Origens do clã

Hector Santiago – Origens do clã

A partir de hoje começo uma nova saga aqui no Wampir, onde falarei um pouco mais de um dos meus melhores amigos, Hector Santiago. Nestas linhas abaixo farei um breve contexto histórico sobre a história do seu clã e A saga do clã Santiago em Santa catariana. 1832, Vila...
Encontro com o mestre

Encontro com o mestre

Estacionei o carro e fui em direção ao centro da praça. Este, aliás, é um belo lugar para se passear as madrugadas. Vazio, ar fresco e praticamente nenhuma alma viva, ao menos aos moldes humanos. Seria inclusive um belo lugar para se deitar a grama e ficar um tempo...