Mais uma noite na fazenda e hoje Willian virá nos visitar. Na verdade, pedi que Hector o trouxesse junto, pois passaria muito próximo de sua cidade a caminho daqui. É uma pena que Eleonor e Sebastian estejam longe pois seria praticamente uma reunião de clã.

Na noite de hoje eu quero ver a interação de meus pupilos juntos dos demais vampiros da família. É provável que eu apresente à Deb os detalhes do projeto “Escolhidos”, atualmente mantido pelo Hector. Eles já foram informados que serão avaliados e provavelmente cada um terá uma reação diferente.

Eu poderia fazer isso na forma de uma surpresa, mas Hector e Franz sabem ler pensamentos e eu sei me comunicar com eles por telepatia. Eu já havia falado deste meu dom por aqui? Não sei ler mentes como meus irmãos, mas ao menos conseguimos nos falar sem que os outros percebam.

Até o momento todos os meus Ghouls estão progredindo bem. Penélope passou dois dias admirando seus presentes e depois disso conseguiu hakear um site importante. Deb me surpreendeu não caindo na lábia de Franz e até me confidenciou que detesta homens folgados como ele (eu ri). Willian também fez progressos interessantes, mas como eu já disse para ele, espero muito mais de sua cabeça agitada e inovadora.

Como este processo ainda vai levar um bom tempo eu decidi voltar minha atenção ao livro e ao projeto “Escolhidos”. Sei que os novos daqui ficarão um pouco confusos e preciso explicar que a decisão de ter uma nova cria, não tem nada a ver como projeto “Escolhidos”. Aliás, vivo recebendo pedidos de afiliação no grupo “Escolhidos” do site, mesmo tendo colocado um aviso bem grande por lá: “No momento, não aceitamos pedidos para novos membros.” Vai entender…

O projeto “Escolhidos” é algo conjunto com Hector, onde “matamos o tempo” ajudando a polícia em casos de difícil resolução. Não é nada oficial ou que tenha base politicas ou governamentais e prefiro chamar de filantropia vampiresca. Por favor não me perguntem mais sobre isso, é o máxim oque posso falar do assunto. Ainda nesta semana falarei do último caso resolvido por Hector.

Sobre o livro estou pensando em lançá-lo somente on-line, o que acham disso?