Vampiros tatuados?

flor-lajanja-efeito-plasticoMas que bela noite não? Aqui o clima está ótimo, humido e frio ¬¬
Nos últimos comentários pediram sobre os meus trabalhos, pois bem, ao lado pode ser vista uma foto que produzi este ano. Gostei por que o efeito final foi interessante, parece algo montado, mas na verdade foi só um bom ângulo e iluminação adequados que deram o efeito de plastificação nas pétalas da flor.
Gosto muito de tirar fotos de flores, pois elas são a maior forma de expressão artística que a natureza produz. Quando falo em arte a afins sempre me lembro do meu maior vício depois do sangue, Tatuagem.
As tattoos começaram a fazer parte da minha vida quando conheci um pirata vampiro chamado Hector ao final do ano de 1880 e alguma coisa. Hector foi um grande incentivador que me indicou esta forma de arte corporal como solução para o meu problema de memória.
A primeira tatuagem foi feita para marcar a perda de minha querida Suellen. Depois vieram outros acontecimentos diversos e atualmente já tenho algumas dessas marcas em meu corpo.
Por vezes olho para minhas tattos como quem se perde em um álbum de fotos, fico na minha viajem solitária por entre meus pensamentos e lembro-me de sentimentos e acontecimentos que certamente, não lembraria sozinho.

Fica ai então a dica do Hector, quer se lembrar de algo pelo resto de sua vida? Tatue-se…

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil. Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos. Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: http://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

9 Resultados

  1. rita disse:

    Gosto de ver tatuagens,mas fazer…..é outro grande passo…deve se pensar bem pois para tirar do nosso corpo é um grande problema!!!já os piercings saiem mais facilmente….mas a tua ideia de lembrar de acontecimentos pelas tatuagens é um modo de pensar …. já agora uma pergunta:como tu já tens uns bons anitos 😉 e claro varios acontecimentos marcantes (axo eu) quantas tatuagens tens???? eu nao percebo nada de fotografia mas a mim a foto ta linda….tiras te aonde se nao é indiscriçao???bye bye

  2. Galego disse:

    Olá Rita tudo bom?

    A foto foi tirada no quintal de uma casa aqui em Florianópolis mesmo, eu andava pela rua e quando olhei para um lado vi aquela flor perdida em um canteiro. Bastaram apenas dois cliques e consegui o efeito que queria… Muita sorte, pois fotos noturnas são muito difíceis de obter em poucos cliques.
    Com relação as tattoos, não tenho muitas apenas 11 pequenas em lugares estratégicos^^
    Concordo contigo deve-se estudar bem onde é que vai ficar a tatto e o desenho pois eles te marcam pra sempre.

  3. gloria disse:

    Estás bem? Creio que sim se essa nova gripe não te pega. Sei que há efeitos de iluminação que nos põe em dúvida, mas rapaz, tem certeza que essa foto não é diurna? E você anda pelo quintal dos outros é? Bj.

  4. rita disse:

    ahahahah pois é a gloria tem razao andas nos quintais das outras pessoas!!!!!eheheheheh epah 11 tatuagens é muito mesmo sendo pequenas…..eu era para faxer uma mas nao tinha a certeza do que queria entao fiz antes um piercing(já andava algum tempo para o fazer)!!!!! e agora ando a pensar numa tatuagem….antes do final do ano tenho que fazer uma pois já sei o que quero 😉 é engraçado pois na foto da a sensaçao de estar um pequeno riacho atras da flor, e depois o brilho que produz….muito giro bye bye

  5. Galego disse:

    Ahhh descobriram… Poxa eu juro que fiz uma pequena alteração da iluminação pelo programa Adobe Photoshop, mas foi leve, se repararem os cantos da foto ainda estão escuros.
    Quanto aos quintais, garanto que faço coisa pior por ai… Mas duvido que vocês nunca tenha entrado no quintal alheio, para pegar alguma fruta por exemplo, heim?

    Kisses^^

  6. glória disse:

    Em beira de estrada e galhos que caem para rua ou quintal alheio já não é propriedade privada. Eu tive mãe tá e ela me ensinou o que é feio fazer( RISOS) !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  7. glória disse:

    Só mais uma pergunta: Você já colocou fotos do seu corpo aqui não foi? Você quer que aos te montemos é? Você gosta de arriscar demais sua pele. Até por suas preferências podemos aos poucos ir montando você. Meu objetivo não é caçar, mas como você disse, há quem faça isso. Holmes já teria te encontrado.

  8. Monique disse:

    Ah Glória!!!! Como voce disse no seu comentario que a sua mae ensinou-lhe a fazer coisas boas, pois é, a minha tambem, mas acontece que eu machuquei-a, deixei o seu coraçao em frangalhos. Ela até me disse que eu nao tinha coraçao por ter feito algo que ela abominava e isso a matou, ela já nao sorri mais e isso é demais, gostaria de sumir do mapa antes de ter de olha-la novamente. Juro-te que voce nunca sentiu dor pior na vida, gostaria muito de morrer, mas parece que quando intencionamos isso é mais complicado porque nao acontece. Estou fazendo planos de ir embora e retornar quando tiver tudo em ordem novamente, o erro que cometi foi simples mas de grande valia, tinha cabelos enormes e lindos, mas me deu a loucura de corta-los na nuca, ficou bem legal, mas nao compensou a decepçao que tive depois, agora tenho que andar escondida por um lenço e um enorme chapeu, ninguem pode me ver e tenho de passar o dia entre quatro paredes, quero ir para um lugar onde ninguem me conheça e esperar que ele cresça novamente, mas se alguem souber de minha historia vai me insultar por ter tido a coragem de ter feito isso. Minha irma leu o livro crepusculo e nele diz que o coraçao dos vampiros nao batem e ela fica a insultar-me chamando-me de sanguessuga da felicidade dos outros, sempre faço besteiras, mas essa foi demais, entretanto nao aguentei quando ela me chamou de vampira, foi demais. Voce nao acha que ela exagerou? Ja me arrependi do erro que cometi, mas as pessoas que me conhecem acham que tambem nao é dificil para mim ter de me privar de minha vida social. Ela cisma de que ando de chapeu porque nao aguento o sol e etc. Vai chegar um dia que nao vou aguentar. Desculpe por estar desabafando, mas eu ja nao consigo mais segurar tudo isso porque está me sufocando. E Galego, foi mal por fazer isso no seu site, mas agora voce nao faz noçao do quanto eu me sinto aliviada por ter dito tudo isso. Nao leva a mal a parte dos vampiros, é que sei que sou humana e nao uma de voces, porque eu tenho um coraçao. E posso confimar isso porque tambem tenho sentimentos.
    bjsssssss

  9. Monique disse:

    Oi Gloria, me desculpe me comunicar com voce pelo email errado, mas é a unica forma de fazer isso. Tenho boas noticias, minha mae me perdoou, mas nao para de chorar e isso é crucial. A minha irma viu-me escrevendo nesse site e ela ja tem umas ideias bem engraçadas a respeito de suas teorias a meu respeito, seria motivo de boas risadas por semanas. Entretanto o mais importante é que conseguirei me conter por aqui no momento, terminando o colegial vou me mandar para o mais longe possivel. Espero que a minha irma nao continue com a sua ideia fantasiosa quando eu tiver longe. E Galego me desculpe de novo por estar usando o seu espaço ta legal.
    bjsssssss