Bate-papo com vampiros em São Paulo

Parece que foi ontem que eu conheci o Alberto, um vampiro legal, amigo do Franz e que mora em Sampa. Não precisei nem ligar e o mala já sabia que eu estava bem perto da sua “casinha”. Às vezes fico receoso com esses sensitivos, mas me lembro que estão do nosso lado e fico um pouco melhor.

Sua reação foi à mesma que a de quase todos os outros: Por que diabos tu ainda não transformou ela em um de nos? Relaxa bicho, tudo tem sua hora (eu respondi) … Beth deu uma risadinha de canto de boca, mas ficou de boa. Acho que já se acostumou com a pressão, mas eu já disse que tudo tem sua hora e, além disso, para transformar alguém em vampiro é preciso aquele velho ritual e suas conjunções astrais. Se não é óbvio que nossa espécie seria bem mais populosa.

Enquanto estive na bendita selva de pedra, fiquei hospedado nesse vampiro. O local era uma mistura de modernidade com aspectos do século passado e retrasado. Acredita que ele ainda ouve música em um velho phonografo que precisa dar corda? Tudo bem, eu dei de presente pra ele um mp3 player, vamos ver se ele adere a essa moda que também já é velha…

Esse negócio de moda, aliás, é algo complicado entre os velhos, eu mesmo tenho um quarto cheio de tranqueiras e relíquias. Deve ser do comportamento humano se agarrar a objetos que lhe são convenientes ou importantes em determinados momentos.

Sobre tudo, a estadia perto do Alberto foi importante para eu reaver alguns contatos em meio a nossa sociedade. Eu já disse que minha família vive a parte deles, mas é bom sempre dar uma espiadela, vai que algum velho esteja acordando ou algum outro imortal esteja aprontando alguma.

Sábado à noite pedi para Beth dar uma voltinha e fiquei na casa esperando as “visitas”. O papo durou algumas horas, nos apresentamos e infelizmente o único conhecido era o Alberto. Todos os outros eram novos e tinham menos de 50 anos como vampiros, ou seja, não vi nada de novo e até falei mais do que devia. No geral reuniões ou bate papos entre vampiros são chatos, coisa de velho tipo: Ahh teve aquele dia que eu quase morri ficando acordado até mais tarde, ou poxa eu era bom nisso, ou ainda aquela época era melhor, bons tempos…

Contudo, o que parecia perdido se tornou uma noite boa quando concordei em fazer um pequeno workshop prático. Fomos para o centro de Sampa, pedi para que ficassem em um prédio em uma transversal a Rua José Paulino e pratiquei um ataque. Fiz algo simples, metamorfoseei-me (existe essa palavra?) em um cachorro e fiquei sentado esperando o movimento.

Muitas pessoas passaram, algumas me olharam e quando estava perto das 3:30 (eu acho) vi duas putas noutro lado da rua. Aproximei-me devagar para dar confiança e fiquei por ali na minha. Umas delas se aproximou, disse que eu era bonito e me fez carinho cabeça.(O pior é que foi bom) Não precisei esperar muito para que algum cliente aparecesse e me deixasse sozinho com uma delas. Ninguém além de nos, vários cantos escuros e eu não estava com fome… Estava feita a lição…

Um pouco de sorte, muita observação e sempre mantendo a calma. Certo crianças?

34 Comentários

Engano seu, nao tenho muito tempo é que sou muito noturna …. e trabalho no pc tambem . Quando acabar minha análise te mando algo rsrs e nao se julgue pouco interessante Vampiro isso nao faz seu estilo .

HUAHSUAHSUAHUSHA
Sério, cara? Me ferrei. É que estou tããão acostumada a saber da existência de fakes na internet que não consigo acreditar em mais nada, sabe? Mas vou tentar entender.

Nossa me senti o mais confuso de todos agora hehehe Mas isso tudo segue uma ordem cronológica, o melhor a ser feito é dar uma olhada nos posts mais antigos, principalmente as histórias…

Só há um probleminha…

A última página das sessões(se é que são chamadas assim) não estão podendo ser visualizadas. Aparece algo como “Não foi encontrado nenhuma referência para sua pesquisa”, daí então só se pode ver da penultima página em diante. Deve haver algum “bug” aí, já que “Grito No Vazio” só aparece apartir da terceira parte. Nada que prejudique meu entendimento em particular, mas tenho curiosidade em saber o início. É claro que há a possibilidade do bug existir somente em meu PC e, se por acaso for, é uma grande sacanagem por parte do mesmo. xP

Não da pra virar um vampiro se der me manda um email pro (editado).
pergunta pro seu amigo vampiro quantos anos ele tem?
se a aparencia dele for de 17 anos me add no msn (editado).
se ele for gatinho nois vê.
pq eu queria ser uma vampira.
quem sabe daqui a auguns anos…rsrs
bjs

Oi Maryana bem vinda!
Esse comentário é para rir ne? Vou levar na esportiva rsss
Por favor não publique seus e-mails ou dados pessoais aqui, utilize a comunicação direta com cada seguidor, obrigado!

Eu não entendo, gatos são malas e cães são leais. Chamam mulheres e homems ”legais” de gatos(as) e homens e mulheres cafajestes de cachorros (as)? Sorte deles que meus cachorros ignoram u.u

Uhum, mas não nego que existe cachorro pilantra, principalmente os que são pequenos, se acham fodas, odeiam seus amigos e se ver que você não tá dando atenção pra ele e sim pros amigos ele apela ‘_’

o cao e o melhor amigo do homem pelomenos eo que dizem ja eu tambem acho a mesma coisa tinha uma cachrrinha ela morreu passei uma semana chorando e q eu sou muito sentimental ,,,,,

Nunca perdi um cachorro, a única coisa que lembro é que quando era criança e acontecia algo ruim com o meu cachorro que nem no dia que meu irmão acertou um cabo de vassoura na cabeça dele eu começei a chorar ‘_’