Olá pessoal e ai gostaram do lay-out novo do blog?
Recebi algumas críticas dizendo que ficou mais confuso, bom, pode até ficar um pouco para quem estava acostumado com o outro. Mas achei mais interessante usar esse modelo, pois permitiu a melhor integração das imagens com o conteúdo. Muitos que procuram assunto ligado aos vampiros o procuram por meio de imagens ou fotos dos mesmos. Sendo assim resolvi facilitar a vida desse povo.
Sobre tudo hoje quero retomar o assunto das Bruxas, este é o segundo tema mais discutido aqui, e freqüentemente leio críticas a respeito das minhas histórias sobre as vadias…
Hoje respondi uma das críticas com uma frase de um cara chamado Martinho Lutero: “Não posso impedir que os corvos voem sobre minha cabeça, mas posso impedir que façam ninhos entre meus cabelos” . O que eu quis dizer com isso?
Pois bem, muitos acham que muito tempo de vivencia é sinônimo para muito conhecimento. Se o cara estudar e passar bastante tempo de sua vida se dedicando a isso até pode ser, mas não é meu caso… Eu levo a não-vida sobrevivendo e tratando de assunto que gosto: fotografia, escrita, internet (atualmente). Claro que muitas das coisas que faço não posso falar aqui. Meu nome, o que faço no dia a dia, onde moro, quantos anos tenho…
Retomando as vadias, digo bruxas… Quero esclarecer um fato que vem dando trabalho para responder. Da mesma forma que existem as bruxas “ruins”,
com certeza existem as “boas” e “bons” afinal existem muito homens iniciados nesse processo de adoração do capeta… Se alguém discute comigo quando falo desse tipo de coisa e que se ofenda é por que coisa boa não é, concordam?
Eu sei que existem muitos humanos que estudam magia e cultuam alguns deuses ou a própria “Natureza” e eu prefiro chamá-los de magos. Não que isso seja um nome oficial para esse estilo de gente, mas uso para diferenciar das verdadeiras vadias a que me refiro…
Estamos entendidos?
Blood Kisses ^^