Estava hoje um tanto quanto sem nada para fazer e resolvi assistir um pouco de TV. Como eu sempre digo não é por que se tem um vida eterna, que é preciso estar sempre em movimento, além disso, não são todos os dias que acontecem crimes que precisam de soluções imediatas. Enfim, ver televisão é algo cômodo, normal e as vezes até bom, então não me venham com exclamações do tipo “ai Galego por que tu não lê um livro”, sei lá gente tem dias que até um vampiro precisa relaxar sentar em frente a TV e beber um bom sanguinho fresco de canudinho.

De qualquer forma, arrumei o que escrever, pois andei vendo umas coisas muito ruins como Vampire Diaries. A produção da série até que segue um padrão bom como a maioria da atualidade, as músicas também merecem o meu apreço, mas poxa no fundo aquilo tudo me lembra a mais engraçada das novelas. Tal qual aquela da menina de cadeira de rodas da globo.

Impressionante como conseguiram destruir uma história que tinha tudo para dar certo. No começo eu confesso que fiquei até com um pouco de inveja deles, se vocês repararem esse blog e a série tem muito em comum, no entanto, aos poucos vi que eu me mantinha original enquanto eles viravam novelinha. Falando assim até parece que tudo isso aqui é planejado, quando na verdade é a maior zona, vocês nem sabem, mas tudo bem não vem ao caso agora…

Com essa questão dos vampiros virando novela ou livro ou ainda superstars eu me pergunto: o que será real e o que será falso no meio de tanta mídia? Não pensei que sei tudo ou que sou o senhor da verdade, muito pelo contrário já disse e volto a repetir que sou um grande pesquisador como muitos de vocês por aqui! Será que tem algum vampiro de verdade escrevendo aquelas séries? Será que o vampirismo vai aos poucos se tornar algo mais palpável? Gente não sei, só espero que meu pescoço não role conforme alguns estão querendo.

Pessoas que gostam das séries não briguem comigo eu apenas dei minha opinião, se você gosta de um vampiro que estuda na high school pela enésima vez ou de outro que briga com irmão por uma adolescente sem graça é problema seu, pois cada um tem os seus valores e emoções 😉