Desapego: O Caminho da Transformação!

Texto enviado pelo José Pereira:

Desapego : O Caminho da Transformação!

As abelhas, após construírem a colméia, abandonam-na.
E não a deixam morta, em ruínas, mas viva e repleta de alimento.
Todo mel que fabricaram além do que necessitava é deixado sem preocupação com o destino que terá.
Batem as asas para a próxima morada sem olhar para trás.
Qual a forma mais simples para o desapego?
Descobrir que merecemos mais.
Temos tanto medo do novo, de nos deixar levar pela macia e nova ventania de alegorias em nossa vida, que ás vezes nos vemos presos á uma situação, a uma pessoa.Ás vezes, a situação ou a pessoa, já não nos acrescenta mais nada, mais ainda sim, ficamos ali… Presos.
D.E.S.A.P.E.G.A.R !
Soa tão fácil falar, nos viciamos em algo que nos faz bem, e simplesmente, morremos de medo, de perder. Nos apegamos tanto, que já não vemos nossa vida, sem nosso material de alimentação moral, daquela companhia agradável, daquele velho amor, daquela antiga paixão.
Talvez devêssemos nos desapropriar de algo que é relativo, tudo passa.
Poucas coisas valem a pena se tonar permanente em nós mesmo.
Nossa mente, ela , causadora de nossas maiores dores, somos tão apegados as coisas que mesmo sabendo que elas já não nos fazem bem, continuamos presos há algumas realidades, que só nos machucam, pelo simples fato do medo de perder.
Deixa ir embora, vai te fazer bem.
‘Deixe que os mortos enterrem seu mortos’.
Funciona, acredite!
Não precisamos de muito não, só uma 1 dose de desapego e 2 de amnésia .
Esquecer faz muito bem.
D.E.S.A.P.E.G.A.
Vamos promover a arte de desapegar… Vale o desapego de qualquer coisa, da roupa que nunca usou, mas que se segura pra não dar, achando que ainda vai usar. Desapega.
Vale também, o desapego por aquela paixão muito mal resolvida, esquece, desapega, você vai precisar do coração livre, para uma nova paixão.
Desapega daquele situação que você já não suporta mais, desapega de tudo.
Desapega do amigo que já não lhe tudo que você almejava, das esperanças de que um dia ele melhora, deixa o tempo agir.
Desapega !
Devemos abrigar em nós um único desejo: O DE NOS TRANSFORMAR.
“Assim, quando alguém, ou algo tem que sair de nossa vida, não alimentamos a ilusão da perda. Adquirimos visão mais ampla. O sofrimento vem quando nos fixamos a algo ou alguém. O apego embaça o que deveria estar claro; por trás de uma pretensa perda está o ensinamento de que algo melhor para nosso crescimento precisa entrar. E se não abrirmos mão do velho, como pode haver espaço para o novo?”
Sempre há tempo, sempre a novidades, sempre há tudo que precisamos.
A vida nos dá aquilo de que precisamos para manter nossa subexistência como ser humano.
Então, pra quê, ficar se remoendo com as coisas que não deram certo?!
Ah ! Desapega já!

Pense nisso…
“O maior ato de desapego é soltar o passado e as preocupações com o futuro e viver no momento presente. Quando fazemos isso, concentramos nossa atenção e energia e não nos desvitalizamos com críticas, comparações e julgamentos. O desapego nos libera da culpa e do desperdício de energia. No momento presente, não precisamos possuir ou perder nada.”

159 Comentários

Afinal, se coisas boas se vão é para que coisas melhores possam vir. Esqueça o passado, desapego é o segredo!

Eu tinha esse texto também em um blog meu que apaguei a muito tempo.

Na verdade não faz muito tempo, eu o apaguei dia 26 de fevereiro desse ano.

eles colocaram como autor desconhecido, eu gosto muito desse tipo de texto, são motivacionais, quando comecei a ler o seu post, me lembrei na hora que ja havia lido em outro lugar, aí eu procurei.

Acho que deve ter sido copiado… Nem tenho como provar que eu o tinha pois como eu disse, eu apaguei o blog.

Estou muito triste por não ter mais a presença da Marie e da Lola por aqui. Espero que elas possam voltar…

BOA TARDE! Zé meu menino talentoso, estás de parabéns. Barô creio que o texto tenha sido copiado do blog do zé, pois ele não mandaria uma cópia para ser postada aqui em nome dele. Beijos

Blogs são assim Querido José, é uma vai e vem danado de pessoas, o legal é que se conhece muita gente, umas legais, outras nem tanto.
A questão e que não devemos nos apegar então só tenho uma coisa para te dizer José…. _ D.E.S.A.P.E.G.A.
rsrsrsrsrs

Estava conversando com ele pelo face Jani, disse que muitas vezes nossos textos são copiados mesmo, vi o texto em tres blogs, até sugeri para ele entrar em contato e pedir os devidos creditos.

Baronesa, mas é bom se apegar somente as pessoas boas, Marie, Janie e Lola, assim como outros aqui, eu me apeguei….

Entendo, mas um coisa boa se aprende em tudo na vida José, nada é para sempre. exceto os vampiros desse blog.

Pois é Barô, e a tendencia do entra e sai só é aumentar. José a gente se apega e desapega, porém eu estou com o FODA-SE para muita gente. Obrigada por me considerar, pois sinto o mesmo por ti.

Não tive muito contato com elas, mas tudo é fase José, por exemplo na epoca em que eu frequentava esse blog também tinham pessoas maravilhosas que não frequentam mais eu sinto falta, mas a cada dia conheço pessoas novas, não perdendo o sentimento que tenho pelas antigas…

Engraçado ver vocês reclamando de pessoas que conhecem a poucos meses e que sumiram. Nessas horas percebo o quanto somos diferentes de vocês… Surge-me com isso uma bela dúvida. Seriam hoje as relações mais intensas em períodos menores de tempo?

Esse texto caiu como uma luva para levantar essa questão Ferdinand, isso só mostra o quanto nós humanos, somos inconstantes, essa intensividade já é de nossa natureza mesmo, nos apegamos ao que nos faz bem, e quando já não nos faz tão bem assim, acabamos nos prendendo a idéia de que um dia essa determinada situação ou pessoa voltará a nos fazer bem, um bom exemplo disso são os casamentos infelizes de hoje em dia.

Agora tenho que me ausentar, mas logo à noite, estarei aqui novamente.
Abraço. !

Pois é pessoal, o mais engraçado disso tudo é que pessoas vem e pessoas vão, mas pouquíssimas têm algum valor. Creio que não é preciso muito tempo para considerar alguém.

Fê, os humanos são assim mesmo, nem tente entender, só te dará altas dores de cabeça. rs

Muito chato isso de outros blogs copiarem seu texto José. É um lindo texto. Fico impressionado com o seu talento. Apenas nos prova que idade física de fato nada representa.
Sobre a questão do “pessoas vão, pessoas vem”, creio que todos saibamos a realidade que essa frase encarna, porém há aquelas pessoas que nos fizeram tão bem que jamais devem ser esquecidas. O esquecimento pode permanecer na realidade física, mas não na realidade emocional do individuo.
Sobre a afirmação da Janie: “Fê, os humanos são assim mesmo, nem tente entender, só te dará altas dores de cabeça.”
Não entendo porque tratar o Ferdinand como se ele não compreendesse as emoções humanas, sendo que ele próprio apresenta muitas delas. Não nos esqueçamos que Ferdinand já foi humano e embora tenha sido há muito tempo, ainda assim ele apresenta um alto nível de humanidade, o que acredito ser a melhor arma de um vampiro. 😉

Boa Noite Damas e Cavalheiros,
Agradeço teus elogios, Caro Ciallmnhar. Concordo com o que disseste acima á respeito de “pessoas vão, pessoas vem”.

Josééééééé,…meu baby lindooooo seu talentoso, seu texto é super, ultra, mega, espetacular e maraviloso…muito muito lindo…
Sei que tô um pouquinhozinho sumidinha, MAS apartir de hj vou tentar entrar mais aqui, sempre tô no face e vc sabe que sempre pode contar comigo para o q for…sinto que me vinculei á vc de modo bem especial mesmo só pela net. Tu é um menino super inteligente, gosto-te d+..lol
adoro-te…
Beijitoss no rosto e mordidinhas no pescoço…

Olá Lola, sua sumida. Como estas ?. Estou Feliz que tenha voltado novamente, agora estará aqui diariamente, não é ?
Obrigado pelos elogios.

Ah boa noite! Eu tô bem meu lindo…..entrar diariamente, eu ainda não sei te dizer..mas vou fazer o possível..ei, eu tô lendo um livro super interessante! É o Livro Perdido de ENKI…é muito legal.

Mas estou muito feliz mesmo que tenhas voltado, agora só falta a Marie…

A Marie, me disse muitas “coisas” por e-mail…e eu acho q ela ñ volta ñ, pode até ser q ela volte por pedidos…
Já consegui para de ler aquele livro que te indiquei?

É, eu e a Marie trocamos e-mails hoje também, e ela me contou coisas que me deixou boquiaberto. Você já deve imaginar do que se trata…
Sim, eu já estou no 3º livro, são muito bons !

Olá Povo!
Comentando sobre a Marie, acho que ela não deveria voltar depois de todo o ocorrido, não vale a pena.

Acho que Marie não vai voltar, mas espero que ela CALE A BOCA de todos que duvidaram dela.

Querido Ciallmhar,
O Trato de tal forma, porque por vezes ele não entende certas “reclamações” nossas… Mas o resto ele entende 😉

Zé tá vendo essa arma da minha foto? é a que vou usar para começar a “matança” kkkkkkkkkkkkkk

Janie, em breve comprarei as granadas para começar o “bombardeio”… Hehehehe’

Meninos travessos no blog!! não fugiremos do foco do texto. Lola, Ciallmar, Janielly, Gabriela, digam com suas palavras o que acharam do texto e se de alguma forma afeta ou afetou a vida de vocês alguma ocasião.

Oi Baronesa, sabe que desapego é uma das coisas mais importantes que aprendi nos ultimos tempos, tanto com bens materias e com pessoas. Dessa vida não se leva nada.

Eu era uma pessoa muito egoista… aí quando perdi pessoas importantes na minha vida eu descobri que não adianta nada ter tudo que o dinheiro pode comprar se as pessoas que eu amo o dinheiro nao trás de volta…

Jani eu te ajudo com a “matança”…kkkkk olha a minha arma, ah mas eu sou muito melhor com facas…jorra mais sangue….uuu rsrs

Belo o seu texto José! Que pena que foi copiado por outros blogs.
Quanto aos outros comentários… tenho a dizer que nem tudo que tá debaixo dos olhos são exatamente a verdade … o pior ignorante é aquele que acha que sabe de tudo.
As vezes vivemos por anos com pessoas debaixo do mesmo teto e nunca a conhecemos verdadeiramente. Vale a pena refletir antes de saírem BOMBARDEANDO e CALANDO A BOCA de quem quer que seja. 😉

É, concordo contigo Fernanda…mas é bom bombardear um de vez em quando…

Mas eu não acho certo ficar postanto esse tipo de coisa no texto do amigo de vcs

Esse espaço é para agraciar os amigos do blog e não criar conflitos

Boa noite!Como vão todos?A conversa de você deve estar ótima,mas que usarem o chat para conversar?Não seria melhor?Mais adequado?

Bom dia! Concordo com as palavras da Fefa, porém zé um bombardeio chama muita atenção, prefiro algo bem planejado e silencioso. rs Desculpas Barô as travessuras, é só para descontrair rs. Beijos

Boa Tarde Damas e Cavalheiros.
Estou aqui Lola. Sim, já estou no 3º livro.
Obrigado, Élida e Fernanda.
Eu só acho errado ficar julgando as pessoas sem ao menos conhecê-las…

Bela… Agora tenho que sair, a noite estarei aqui novamente e conversamos.
Abraço !

Acredito que o meu comentário tinha muito a ver com o conteúdo do texto, não!? o.O
Enfim… De quais livros estão falando Lola e José?
Além disso gostaria de lançar uma questão para ser discutida e saber a opinião de vocês, cujo tema é o mesmo abordado pelo texto do José: A questão de DESAPEGAR foi tratada como uma atitude saudável e moralmente correta, mas pergunto-lhes: Seria mais saudável DESAPEGAR das coisas e das pessoas e passar pelo processo de sofrimento ao ter que desapegar-se de tais coisas/pessoas pelo menos durante um certo período ou seria mais saudável simplesmente não se APEGAR as coisas e as pessoas? Ou seja, conviver com as coisas e com as pessoas tendo sempre a ciência de que aquilo não irá durar para sempre.

Ci, eu e José estamos falando do grupo mais sexys de vampiros e vampiras, chamado: Irmandade da Adaga Negra da autora J. R. Ward….

Boa Noite !
Concordo Lola, os livros são muito viciantes mesmo.
Sim Ciallmnhar, seu comentário tem a ver com o conteúdo do texto… Como Lola já disse, o livro do qual estávamos falando é Irmandade da Adaga Negra.

Oiii José, são muito viciantes eu tô agoniada, pq como eu já tô no 9 livro a história fica mais interessante e o 10 livro só vai ser lançado no final do ano…ñ sei se vou conseguir esperar… Afinal, qual é o teu/tua personagem favorito(a)?

Boa Noite Lola, como tens passado ?
Minha personagem favorita é a Ehlena…

Saudações Damas e Cavalheiros,

Belo texto Senhor José Pereira. Fizeste uma abordagem interessante a respeito do desapego. “Laissez faire, laissez apsser et le monde va de luimême” (Deixai fazer, deixai passar e o mundo marcha sozinho), por vezes é realmente mais fácil perceber as coisas por esta perspectiva. Contudo nem sempre seria a melhor escolha. Importante sabermos discernir o que devemos deixar passar e o que guardar em nossas lembranças.

Senhor Ferdinand, com relação ao vosso comentário a respeito do tempo. Atrevo-me a comentar, expondo minha forma de ver, que o próprio tempo ensina que devemos aprender a percebê-lo de formas diferentes, cada criatura tem sua própria percepção e valores ( apego, vivência, etc) atribuídos de acordo com a leitura temporal, sendo esta individual e/ou coletiva. Adaptando-se ao meio em que vivem e respondendo aos eventos de seu mundo em igual velocidade, seja em moda, sentimento, informações e/ou consumo.

“…Cada criatura tem sua própria percepção e valores[…]atribuídos de acordo com a leitura temporal, sendo esta individual e/ou coletiva…”. Samuel não sei concorda comigo mas eu chamaria esta sua descrição como EMPATIA INSTANTÂNEA, acontece bastante, eu diria que parece um encontro de almas.

Concordo com o que disseste á respeito do tempo Sr. Heiderich.

Saudações Dama Fernanda e Cavalheiro José Pereira.

Dama Fernanda, atrevo-me a lhe questionar:
– Por que atribuis-te meu comentário à empatia?
Creio eu não ter alcançado vosso raciocínio cara dama, perdão.

No fato da percepção do outro ser ou não atribuída ao tempo completando ainda com o próprio comentário do Galego …relações mais intensas em períodos menores de tempo…
Desculpe-me a demora em responder.

Compreendi, agradeço-lhe a explanação Dama Fernanda. E sim, devo concordar com vossa atribuição à empatia, de facto existe a possibilidade de também ocorrer desta forma.

Contudo, a leitura temporal é relativa à ação do tempo, uma criança de poucos anos tem certamente um entendimento do tempo diferente de um adulto. Pois as perspectivas de cada um é diferente, a leitura de mundo de cada um é diferente. O valor temporal coletivo seria relativo à sociedade, e o mundo no qual o indivíduo esta inserido, e que, por sua vez, tem seu próprio paradigma de tempo, por assim dizer. Esta seria a outra possibilidade, além da empatia, pois não?

Concordo. o mundo em que o indivíduo está inserido, seus valores sem duvida influenciam.

lindo josé!é bom entrar no blog e ler um de seus poemas.desapegar do que não nos faz mais feliz…

Em teoria acho que não deveríamos nos apegar a nada, porém na prática….

na pratica é outra historia não tão linda…
homens que matam mulheres por acharem donos e virse versa,mulheres que se matam e matam seus filhos por maridos que não a querem mais etc…

Hahaha sabia que era a Ehlena! Ah José, quase todos são meus personagens favoritos, o casal que mais gosto é a Ehlena e o Rehvenge…d+

voltando a ativa aqui no blog. mas agora terei de ausentar por algumas horas mas em breve voltarei…inté

Olá Cadú xD
Bom vê-lo novamente.
Muito boa a sua colocação Sr. Samuel. Nesse ponto podemos até citar a já conhecida premissa de Einstein na qual é dito que o tempo é relativo. Amplificando essa questão podemos dizer que para cada individuo ou para cada grupo de indivíduos o tempo tem uma proporção.

Mas cara, site é que nem escola, primeiro dia de aula, existem os veteranos que são relaxados e tem os novatos que são tímidos e vão se entrosando aos poucos, mas também tem uns novatos fela da mãe que parece que tem fogo no rabo e gosta de ficar se mostrando.

Digo por experiência própria.

kkkk fato Cadu
_
bem gente estou indo antes que o Galego me caçe para me matar, não deixei ele dormir hoje. rsrsrs
adíos Personas

Eu sou novata \o/
quem é que quer me tollar ai?…vem que tô dentro…ulalá
kkkkkkk

bem esse poema ou texto como preferem chamar, me fez rever varios conceitos sobre minha vida já que eu tenho de me desapegar de várias coisas mesmo vou começar pelo excesso de auto-confiança pois isso esta me deixando muito solta pois quando fico assim acabo cometendo muita besteira e sempre depois me arrependo de tê-las cometido… blood kisses

Não minha querida não perdestes nada , e a propósito onde anda a nossa doce marie há tempos não vejo os seus comentários sinto falta de sua presença aqui no site espero que ela volte , sem querer ser entrometida o que aconteceu com ela se não for perguntar demais ? Se algém puder me falar ficaria muito agradecida…… Besos

Olá Fabiana, Tudo bem?
Bom ouvi rumores de que por motivos que desconheço, ela se retirou do site. Pelo que vejo não retornará.
Beijos

Para mim a palavra ”Desapegar” foi a fase pior após minha transformação… mas eu não tinha muitas lembranças, e quando eu procurava me lembrar de algumas coisas eu via uma fumaça escura no meio dos meus pensamentos.. tudo foi assustador eu quase não sabia quem eu era nem sentia falta de nada… mas tinha uma coisa que me incomodava, que ardia minha garganta e queimava a todo instante que fazia meu corpo gélido e pálido saltitar…Não tinha ninguém para me ajudar, eu não tinha conhecimento de nada que pudesse parar aquela queimação… e então senti um cheiro que passava pelo norte do casebre em que eu estava e ai avancei em cima daquela bela garota…e quando eu olhei por cima a bela garota estava só a carcaça…

Caraca José,vc é um ótimo,escreve muito,sem contar que para sua idade é de ficar de queixo caído.Parabéns.

Meu, garanto que a mairoia do pessoal que frequenta o sitesao Wampirs, e eu a boia pq sou humana…

Destino cruel…
🙁

Como comecei a ler os artigos recentemente, não posso deixar de comentar né… D.E.S.A.P.E.G.O.
Esse texto posso dizer que o segui msmo antes de ter lido … ja estou “desapegada” de tudo e todos nada me prende a lugar algum, assim tivesse a oportunidade de me ausentar do lugar onde estou, sou praticamente invisivel aos olhos dos que estão ao meu redor … então porque estou ainda aqui? não tenho para onde ir ou botar a mochila nas costas e sair sem rumo … não tenho um objetivo ou sonho, como posso sair atras do que não sei, sem dinheiro (que hj move o mundo), sem rumo, tudo me foi tirado até meus sonhos … então apenas sobrevivo. e deixo ser levada pelos acontecimentos… não tenho mais nada a fazer..