Pois bem queridos leitores, estou um pouco atrasado com as atualizações do blog, mas foi por causa das minhas últimas viagens. Viajar já é um problema, mas para um vampiro isso consegue ser um pouco pior devido ao transito e o nosso problema com a luz do dia.

Resolvemos Beth e eu ir para Florianópolis neste carnaval. Temos muitos conhecidos por lá e isso é sempre um motivo para darmos uma passadinha pela ilha da magia. A ilha da magia não tem esse apelido à toa e em uma outra oportunidade irei falar mais dessa história.

Aproveitamos bem o tempo que ficamos por lá, fizemos vários “encontrinhos” com os amigos, passeamos por quase todas as praias, a noite claro, e para mim foi um momento bom, pois lá é um dos poucos lugares que realmente consigo encontrar a minha paz interior. Sejam através da meditação ou por meio do simples contato com a natureza as minhas energias parecem se renovar naquela ilha.
Todavia e como nem tudo são Flores, passamos por dificuldades também. Dessa vez não fomos atacados por nenhum ser sobrenatural, não fomos alvo de caçadores, nem muito menos fui atrás de algum bandido. Desta vez o problema foram os humanos e sua falta de cuidado com si próprios.

Vejam vocês que um amigo próximo tropeçou de uma escada e virou o pé. Como estávamos somente ele, a Beth e eu tivemos de leva-lo para algum lugar para fazer um diagnóstico. O que vocês podem não acreditar é que em pleno carnaval, época onde ocorrem muitos acidentes, foi extremamente difícil achar um ortopedista naquela cidade. Para ajudar o meu amigo não possuía plano de saúde e tivemos de fazer uma verdadeira via sacra na noite de domingo. Passamos por uma policlínica que possuía aparelho de radiografia, mas não possuía ortopedista. Fomos para um hospital e ele estava sem profissionais devido ao corte de investimentos do governo. Ainda na estrada passamos por outro hospital, mas a ala de emergência estava em reformas. Depois seguimos em direção a um terceiro hospital, mas o atendente disse que o único ortopedista do local estava em operação e só iria atender às 8 da manhã, detalhe era 23:00. Mesmo com essa notícia ruim o atendente que foi bem legal nos informou que existia em Florianópolis uma única clinica particular 24h no centro da cidade.

Fomos então para a tal clinica e lá meu amigo foi diagnosticado com apenas uma torção, colocou uma tala e recebeu a conta:
R$200 pela consulta, onde o médico apenas o olhou por uns 2 min.
R$ 115 pela tala e as faixas.
R$ 45 por duas chapas de radiografia.

Dinheiro não era e nunca será problema para mim, porém, deixo aqui explícita minha revolta com a falta de cuidado médico. Estávamos em uma cidade em pleno o carnaval, com aproximadamente 600 mil habitantes + os turistas e só possuía um local com um único ortopedista de plantão. Imagine um pobre coitado que não tivesse onde cair morto, ele iria ridiculamente ficar no mínimo por 12 horas com o pé doendo!

Isto exemplifica muitas coisas que sempre falo por aqui, sou vampiro, tenho os meus poderes, mas como convivo com humanos eu sou obrigado a conviver por consequencia com essa sociedade humana. Uma sociedade corrupta, desprovida de cuidados para com os seus próprios cidadãos, onde está implícita a falta de organização social e onde muitos pensam apenas no seu próprio umbigo e foda-se os outros.
Quem são os malvados do mundo, os vampiros, lobisomens, bruxas? Sinceramente se fosse humano teria mais medo de um político corrupto que rouba dinheiro dos doentes do que alguém que pudesse sugar o meu sangue por necessidade. E você humano que está lendo isso, o que está fazendo para que sua família e seus amigos tenham uma vida digna?