“O corpo será submetido ao exame de DNA, mas familiares confirmaram que os pertences encontrados junto à vítima como roupas, óculos e relógio são compatíveis com os que eram utilizados pelo diretor…”

Algum tempo havia se passado e corpo do homem apresentava boa recuperação, certamente o sangue de Frederick estava agilizando o processo de cura e em breve seria possível vê-lo movimentar os membros superiores novamente. Ao menos é o que devia estar passando na cabeça do infeliz?

Frederick despertou de seu sono diurno, colocou uma roupa menos social que a da noite anterior e acendeu a lareira. Na sequência deu alguns chutes no infeliz, que entre um resmungo e outro voltou a realidade.

– Vamos! Acorda seu pilantra, hoje a noite vai ser longa! Já consegues mexer os braços?

Percebendo que ele havia se recuperado suficientemente, colocou uma corda em seu pescoço, tal qual quem amarra um cachorro e o fez andar agachado até o lado de fora. Local onde começou uma nova série de trabalhos doutrinadores, no qual certamente muitos de vocês ficarão horrorizados. Inclusive não recomendo a leitura dos parágrafos a seguir para quem possui estômago fraco.

Frederick amarrou o homem a um ipê que possuía flores amarelas e típicas daquela região. Arrancou o que ainda restava das calças do infeliz e usou um galho seco para penetrar com força o anus do indivíduo. Repetiu o movimento até que fosse possível ver o sangue fluindo e mudando a cor do tapete de flores aos seus pés.

– Eu estava pensando em comer o teu rabo, mas confesso que sempre quis praticar o empalhamento e para te ser bem sincero acabo de entender o prazer desse tipo de prática… Tanto que até vou te deixar descansar por mais um tempo em casa e vou à caça, o sangue que tu desperdiçaste me deixou com fome.

Ao voltarem para casa Frederick deu um pouco do seu plasma ao individuou, o imobilizou novamente a um dos pilares e saiu para jantar. Ao retornar, depois de ter encontrado meia dúzia de capivaras, o vampiro vislumbrou o homem acordado e aquilo o deixou curioso. Será que seu sangue havia recuperado a vitalidade completa do prisioneiro?

– Vejo que te recuperou rápido e tua persistência garantirá um bônus!

O Sanguessuga se aproximou, arrumou o corpo do homem de tal forma que seu pênis ficasse para cima e o masturbou com as mãos até que seu membro ficasse ereto. Ao perceber que ele demonstrava certo prazer, pegou rapidamente uma faca de um dos bolsos e cortou seus testículos com apenas três cortes. Por alguns instantes ele observou as duas bolinhas em suas mãos, como se fossem alguma espécie de troféu e sem dó nem piedade fez o próprio homem comê-los.

Após o ato inescrupuloso Frederick pegou um pedaço de lenha com brasa da lareira e cauterizou o que ainda restava do saco escrotal do sujeito.

– Soube que tu traias tua mulher com aquela vadia enterrado em meu quintal e muitas outras, inclusive algumas residentes desesperadas por emprego. Bom, espero que tenhas entendido que traição não é algo concebível no meu vocabulário?

Preguiça, gula, luxúria… Será que Frederick se inspirou nos tais sete pecados para esta doutrinação?