Poema de Rainer Maria Rilke

Estava revendo alguns livros velhos e achei este poema de Rainer, um dos maiores poetas da alemanha. Como a minha idéia neste blog é tentar me aproximar do mundo humano, segue abaixo um trexo que representa um pouco do meu mundo misturado ao de vocês…

Como hei-de segurar a minha alma
para que não toque na tua? Como hei-de
elevá-la acima de ti, até outras coisas?
Ah, como gostaria de levá-la
até um sítio perdido na escuridão
até um lugar estranho e silencioso
que não se agita, quando o teu coração treme.
Pois o que nos toca, a ti e a mim,
isso nos une, como um arco de violino
que de duas cordas solta uma só nota.
A que instrumento estamos atados?
E que violinista nos tem em suas mãos?
Oh, doce canção.

Saudades, saudades…

Ferdinand W. di Vittore

Nascido em 1827, foi transformado em vampiro com 25 anos em 1852, enquanto ainda vivia na pequena cidade de Nossa Senhora do Desterro, atual Florianópolis, Santa Catarina – Brasil.

Criou este site em 2008 com o objetivo de divulgar as ideias do seu clã, instituição fraternal em que ele, seu mestre e alguns amigos mais chegados pertencem. Além disso ele também publica aqui e no vampir.com.br histórias do seu cotidiano. Está quase sempre bem humorado e nos últimos anos possui um projeto chamado “Os escolhidos” em parceria com Hector. No qual eles “ajudam” a polícia e a sociedade na resolução de crimes hediondos.

Ferdinand também ocupa suas noites com a escrita e recentemente publicou um livro com suas memórias: https://my.w.tt/UiNb/gz325qd62s

Você pode gostar...

10 Resultados

  1. Nan Rabaldelli disse:

    Caro Galego.
    Estive ausente por um bom tempo, não foi por falta de internet foi por falta de tempo mesmo, e com bloqueio criativo em alta decidi me afastar de qualquer coisa que possa me prender a atenção (claro que em vão). Pois voltei ^^.
    Estive lendo os posts passados e realmente perdi muita coisa..rsrs
    Mais nunca é tarde para recobrar o tempo perdido.
    Abs.

  2. monica disse:

    simplesmente lindo o poema!!! é pena que te afastes cada vez mais dos humanos que se querem aproximar de ti!!!! sweet kiss

  3. Galego disse:

    Hummm nada como acordar cedo numa bela noite de chuva…
    Seja re-bemvindo Nan, espero que seu bloqueio criativo tenha passado ^^
    Monica, o meu afastamento ou não dos humanos é relativo, digamos que eu estou aqui no meu canto, tentando mostrar um pouco das coisas que penso e faço, mas acima de tudo lembre-se que eu sou um predador e como tal tenho humanos nos meu café da noite…
    Apesar de ultimamente ter parecido ser mais humano…
    Aliás, é uma das coisas que sempre tento mostrar aqui, mas não sei por que diabos muitos ainda continuam me enviando e-mail pedindo para virar um de nós, será que existem tantas pessoas ruins assim por ai? Que não se importam em perder, família, amigos, amores e a própria luz do dia?

  4. rita disse:

    A juventude de hoje anda perdida em fantasias ou mero pesadelos????!!!! esta juventude anda em busca de algo que nem eles proprios sabem….pensam que assim livram se dos problemas deles ou de outros….eles nem sabem o significado do que pedem ….pensam que é como so filmes que vem na televisao…..por isso habitua te galego a moda agora sao os vampiros…. ;( O poema ta profundo, triste e muito sofrido….mas entra nos na alma 🙂 bye bye

    • Galego disse:

      Olá Rita tudo bom? Sabe, essa discussão sobre juventude sempre existiu eu também ja fui revoltado e hoje vejo.
      Passam as gerações e é sempre a mesma coisa, jovens rebeldes x adultos chatos. Te garanto que é assim, pois já vi pelo menos umas 3 gerações passando diante dos meus olhos. Os mesmos que hoje querem fugir da realidade virando vampiros, por que viram em um blog um vampiro dizendo, eram os mesmo que no passado queriam sair de casa para conhecer o mundo atrás de aventuras conhecendo novos lugares e pessoas por que ouviram diante de uma fogueia as histórias de um tio viajante.
      Poesia triste? Não achei tanto, na verdade me deu saudades dos que ja amei ou amo e estão longe^^

  5. rita disse:

    Entao nao te passes com os “pedidos” e habitua te ahahahahahhhah achei triste xim mas cada um tem a sua opiniao bye bye

  6. Nan Rabaldelli disse:

    Obrigado Galego.

    A respeito do poema, de fato é muito bonito.
    De fato fala da saudades que sentimos, a aproximação que seria viável mesmo que impossivel..
    Adorei..

    Abs

  7. monica disse:

    ñ tenho medo nenhum do facto de te alimentares de humanos! é a tua natureza! tb ñ tnh medo de ti! tas o suficientemente longe….pra digamos me fazeres algum mal!! se bem k pra mim…ser mordida e finalmente ser….enfim…….apenas te pesso k continuemos a falar!! k me respondas!! sinto-me livre e eu mesma quando falo contigo!! por favor!! pode ser!?? bj

  8. Galego disse:

    Oi Mônica desculpe a demora na resposta são muitos e-mails, mas não te respondi sobre algo? Poderias me perguntar denovo se não for encomodo? Kisses ^^

  9. monica disse:

    oi! ok ñ te preocupes!! eu percebo!! sao mts fans! 🙂 eu vou mandando mails. quando tiveres um tempinho pa me responderes…… ñ perguntei nada de especial. mas gostava de saber se algum dia ja amaste alguem de maneira a por a tua propria existencia em risco? e ate onde era capas de ir por amor?? kd kiseres responde!!! beijao