Estava conversando agora a pouco com um dos meus leitores e ele me sugeriu falar sobre alguma coisa que fizesse as pessoas de certa forma “abrirem os olhos sobre algo”. Bom, por coincidência eu estava a algum tempo querendo falar sobre algo que eu tenho visto muito na atualidade, homossexualidade.

Como sempre eu vou retomar os meus “papos de boteco”, onde troco idéias e me mantenho antenado com o que acontece no dia a dia do mundo. Afinal, a não-vida de um vampiro não é apenas baseada em beber sangue, matar e usar super poderes.

Como tenho alguns anos de vida a mais, posso dizer que já vi muitos tipos de pessoas, desde as mais abertas, até as mais fechadas. Além claro de muitos povos e suas mais diferentes culturas. No entanto o que eu vejo, principalmente aqui no sul do Brasil, em alguns lugares dos EUA e em alguns outros países da America é um grande retrocesso.

Pensem comigo, os romanos em 5000 a.c. eram em sua maioria bissessuais, os gregos idem e eles são considerados a base da sociedade ocidental, naquela época os homem andavam juntos sem problemas, no entanto hoje se um casal de adolescentes de beijar em shopping correm o risco de até serem presos.

Digo isso por que tenho amigos gays e eles vivem em uma espécie de mundo paralelo, tendo de esconder dos pais, dos amigos e dos colegas de trabalho suas opções sexuais e se privar de muitas coisas pelo simples fato de gostarem de pessoas do mesmo sexo. Tenho certeza que alguns de vocês poderão me ajudar, mas por que isso é assim atualmente?

No “mundo” dos sanguessugas a necessidade pelo sangue, faz a maioria de nos esquecer por vezes que existe diferenciação entre os sexos e a própria questão de sermos estéreis nos estimula a simplesmente procurarmos prazer. Lógico que fazer sexo com uma mulher é diferente de quando se faz com um homem, pois existem diferenças óbvias, mas no fundo o prazer é genérico.

No meu caso eu já tive oportunidades para experimentar diversas formas, modos e maneiras de sexo e não adianta, sou hetero. Não sei dizer com precisão do por que de eu ser assim, pode ter sido minha criação quando criança ou pode ser o asco que tenho com pelos em excesso e claro, eu adoro um belo par de seios. Sem contar que tenho absoluta certeza de que não gostaria de ter alguém me penetrando, afinal se tiros já doem imagine um… enfim…