Quando se fala em seres do além provavelmente muitas criaturas surgem na tua cabeça? A história de hoje tem a ver com um dos seres do além mais peculiares: o zumbi. 

Não toquei neste assunto em meu livro ainda, mas vou dar um spoiler: nós enfrentamos uma horda deles em algum momento do passado. Porém além do que vocês vêm atualmente em seriados como TWD ou no infame filme Zombieland, os zumbis da realidade são seres do além movidos por magia. 

Sim, lembram que ja comentei por aqui sobre os Ghoul? Humanos no geral que recebem sangue vampírico e que não são transformados? Pois bem a zumbificacão ppde ocorrer quando o ghoul deixa de receber sangue vampiresco com a frequência necessária. 

Geralmente um Ghoul precisa receber sangue de seu mestre quinzenalmente, caso contrário sintomas como paranoia, loucura, pesadelos, agressividade e até mesmo espasmos surgem. Depois disso, caso a criatura não receba mais nenhuma gota de sangue, vem a morte. Tal morte geralmente ocorre por parada cardíaca ou falência múltipla dos órgãos. 

Triste não?

E além de triste é um dos pontos de atenção que merece a mais alta regulamentação por parte dos Regrados. Aqueles vampiros que ainda hoje gostam de insistir com regras, leis e tudo mais que limite a sobrevivência dos vampiros. Como vocês sabem somos um clã contrário a muitos dos pontos abordados pelos Regrados, mas no que diz respeito aos Ghoul, seguimos sua regra principal: 

– Os problemas dos Ghouls são problemas dos seus mestres vampiros. 

A lei é clara e na pratica se o Ghoul fizer merda, tanto ele como o vampiro doador serão punidos. 

Quantos aos “poderes” alguns destes seres do além podem absorver tudo o que estiver disponível no sangue dos seus doadores. Portanto se o vampiro possuia força ou agilidades superiores é provavel que o Ghoul também possua algum resquício de tais habilidades. Comparando-se com um humano normal, seria possível carregar peso além do normal ou se movimentar com muito mais facilidade. 

Diz ai, os Zumbis são do jeito que você imaginava?